O 1º site político de Mato Grosso do Sul   |   10 de Agosto de 2020
Publicidade

Pior: ladrão de shampoo ou político corrupto?

03/07/2020 - 10h19

Manoel Afonso

‘HOME OFFICE’: Igual ao protagonista do filme ‘Feitiço do Tempo’( entediado pela mesmice dos dias olhando uma dócil marmota para prever o final do inverno) estou em casa explorando o quintal, revendo conceitos, olhando pra dentro e fazendo a leitura do cenário político. Experiência que espero ser única!Sinto-me ‘passarinho com vontade de voar’ ,sem os abraços amigos, a cerveja no boteco, os risos, a conversa informal, confidencial, distante dos nichos políticos. Contra a tese de ‘cancelar2020’, vouelegê-lo‘Ano do Aprendizado’, mas infelizmente com as ‘aulas’ ainda sem data para findar.


DA TOGA: O confronto do Supremo Tribunal Federal (STF) com o Planalto é notório. Temos visto o impensável em matéria de decisões e posturas de ministros. Esse caso do jornalista Osvaldo Eustáquio (preso em Campo Grande) é apenas mais um absurdo que nos reporta ao estilo’Ditadura’.  A OAB-MSjá questionou  a situação do blogueiro. Tudo errado! Quem julga não pode investigar e quem investiga no caso do ‘fakenews’ e que irá julgar é o STF( juiz de si mesmo). Mas para a grande imprensa (inimiga de Bolsonaro) esse fato grave é irrelevante. Pode isso Arnaldo? Indagaria Galvão Bueno.


‘SUPER MORAES’: Dos 81 senadores na época da escolha do ministro Alexandre Moraes, 44 respondiam as acusações criminais no STF ou estavam na lista de delações ou planilhas da Odebrecht. O senador Lobão (MDB) presidente da Comissão respondia a 3inquéritos na Lava Jato e outros 9 senadores respondiam processos do Petrolão. No currículo apresentado por Moraes as suspeitas de plágio acadêmico e o Pós doutorado fajuto. São suspeitasasligações partidárias (MDB) de Moraes no exercício de cargos e  muito próximo ao ex-presidente Temer (MDB) - alvo de investigações e inquéritos. Comparando: se o ex-ministro Decotelli da Educação pagou caro, Moraes saiu-se bem!


‘OS PALADINOS’:Nossa justiça é parte de notóriosistema de interesses.Políticos, empresários e influentes são beneficiados por brechas de leis absurdas ou entendimentos dúbios. Só para provar a incoerência: há poucos dias a ministra Rosa Weiber (STF) negou a liberdade a um rapaz que furtou 2 shampoos de R$10,00 cada. O ministro Felix Fischer (STJ) argumentou que o acusado representava grave risco a ordem pública’. Na outra ponta da justiça( aqui no MS) ‘ilustres’ acusados na famosa Lama Asfáltica  estão em liberdade. Conclusão: o rapaz que furtou os dois shampoos é muito mais nocivo.


‘HILÁRIO’:Desafio o leitor a um teste de memória:  das dezenas de empresários, políticos e ‘lambaris’ presos e acusados ao longo da ‘Lava Jato’, quantos deles ainda estão cumprindo penas emprisões? Poucos deles ainda curtem o sól nascendo quadrado. Impressionante; ao longo dos processos os julgadores se mostraramsensíveis/generosos aos mais diferentes argumentos. Um deles; os réus tinham responsabilidade social como geradores de empregos.  Agora,o Covid-19 caiu do céu para alguns deles que já estão em casa felizes , entre eles o ex-deputado Eduardo Cunha (MDB). Que justiça é essa?


1-DA ASSEMBLÉIA: Deputado Antônio Vaz (Republicanos): Criticou a ação da Guarda Municipal no culto da IURD; autor do projeto de lei da Semana da Gripe H1N. Deputado Lucas de Lima (Solidariedade) : Liderando ações em pról dos profissionais artísticos sem poderem atuar; atento na fiscalização da qualidade  da água servida à população.  Deputado Evander Vendramini (PP): Seu projeto revogou duas leis superadas sobre telefonia; coautor de projeto exigindo o aviso nos cartóriosda gratuidade do reconhecimento da paternidade.


MUDANÇAS:Especula-se os desdobramentos devido a desistência de Marçal Filho (PSDB) em disputar a prefeitura de Dourados. O cenário, alterado com o recuo do deputado Geraldo Resende (PSDB), sofre outra defecção, ainda não definitiva por conta do esperado realinhamento de forças políticas e as ações do deputado José C. Barbosa (DEM) para reforçar sua candidatura a prefeito. Há de se considerar ainda a postura da prefeita Adélia Razuk (PTB) e a articulação do deputado Renato Câmara (MDB) para vitaminar sua postulação também ao Executivo. As cartas sendo postas na mesa.


RETROVISOR: Na cassação do ex-prefeito Ari Artuzzi questionei: a prefeituradouradense seria o cemitério dos prefeitos? Basta o leitor clicar na memória desde a derrota de José Elias ao Governo (1982) passando por uma série de personagens de partidos diversos, fatos graves, condenações, cassações de mandatos e várias prisões.Ainda recentemente o ex-prefeito Braz Mello (PSC) perdeu o mandato de vereadorpor decisão judicial. Em 2018 o ex-prefeito Laerte Tetila(PT) acabou condenado pelo STJe  paga pesadas multas por irregularidades em sua gestão. Seria praga?


FUTEBOL & POLÍTICA: Athiê Jorge Cury - deexgoleiro a presidência do Santos, (1945/1971) (‘era Pelé’), vereador em Santos(1948), deputado estadual  (1950 a1958), deputado federal até 1982.  Outro que se deu bem foi João Mendonça Falcão, presidente da Federação Paulista de Futebol (1955/1970). Deputado estadual em 1958, reeleito duas vezes;cassado pelo AI-5 em 1968; Secretário de Esportes da capital paulista no  Governo Jânio Quadros (1987). Recentemente tivemos André Sanches (dep. Federal), Zezé Perrela (senador - MG) e Alexandre Kalil (prefeito de B. Horizonte).


O CASAMENTO das chuteiras com as urnas tem ocorrido com frequência, aqui e lá fora. Alguns exemplos: Lato, ex-ponta da Polônia na Copa de 1974 foi senador; Blanco, da Seleção Mexicana é governador do Estado de Morelos. Bebeto se reelegeu pela 3ª. vez deputado estadual no Rio; Danrlei reeleito deputado federal no RS; Bobô reeleito deputado estadual na Bahia e João Leite reeleito deputado estadual em MG. Piazza foi vereador em B.Horizonte de 1972/88. Flanou no prestigio da Copa do Tri no México.


2-DA ASSEMBLEIA: Deputado Lídio Lopes(Patriota): Presidiu a distribuição de 16 matérias na Comissão C. J e Redação; ativo nas sessõese atento ao Covid-19 no Cone Sul. Deputado NenoRazuk (PTB): Sua emenda de R$230 mil permitiu aquisição de UTI Móvel para atender Dourados e região contra o Covid-19.Deputado CapitãoContar(PSL): Pediu a reativação das linhas de ônibus ‘bairros-shopping’; propõe implantação de programa de ajuda às empresas e manutenção de empregos. Deputado José C. Barbosa(DEM): Comemora a licitação para construção do prédio do DOF e  asfaltamento da rodovia Terenos-Ponte do Grego; pede cinema exclusivo para autistas.


MUDANÇAS: Se as empresas( alegando temer boicotes racistas)retirarem seus anúncios do facebook ele ficará inviabilizado. Sãoelas que dão lucro. Tudo porque esse espaço digital democrático vem sendo alvo de campanhas de boicote ancoradas na onda antirracista que atinge o planeta. Até aquio facebook funcionou bem; livre, sem regrase filtro de regulamentação. Uma‘festa boca livre’ onde os usuários se servem à vontade e de graça  A tendência é que haja uma completa reformulação no uso com  regras que não devem agradar. Acabou-se o que era doce? Não sei! Acho melhor esperar pra ver.


‘DOCE PODER’:Dos nossos 79 prefeitos, 65 deles estariam em condições legais de tentar a reeleição. Mas só o aspecto jurídico não basta. Pesa o fator decisivo; a avaliação da administração. Existem dois tipos de prefeitos: os sonhadorese os ajuizados. Os primeiros levitam entre a incompetência e a maionese da vaidade; os demais são pés no chão – com a leitura certa do cargo e das consequências. O fator pandemia surgiu pelas portas dos fundos das cidades e os prefeitos sentem o peso de lidar com esse desafio


3-DA ASSEMBLEIA:Deputado João H. Catan (PR): É seu PL dando a gestante surda o direito a interprete durante todo o procedimento; de sua autoria projeto que prevê cardápio em braile nos bares e similares.  Deputado Marçal Filho (PSDB): Coautor do projeto obrigando os cartórios exibirem aviso de gratuidade da averbação do reconhecimento de paternidade; pede a Secretária de Educação manter estoque de material impresso usado pelos alunos.  Deputado José Teixeira (DEM): sugeriu a realização de exames do Covid-19 nos funcionários, independentemente de cargo e função. Deputado Gerson Claro (PP): Ativo nas sessões e na Comissão Constituição. J. e Redação; incluiu a Festa de N.S. da Abadia em Sidrolândia no calendário de eventos do Estado.


‘FAKE NEWS’:Após aprovado por 44 senadores o projeto do Fake News que visa combater a desinformação precisa  ser aprovado na Câmara, o que não será fácil. O temor é que o rastreamento de mensagens traga prejuízos aos movimentos sociais e principalmente aos jornalistas, configurando uma espécie decensura.  O Governo já antecipa; é contra - inclusive deixando no ar que se aprovado poderá vetá-lo. Mas para os especialistas, a proposta promove uma inversão do princípio de inocência e enxerga todos os usuários como potenciais suspeitos. Daí, ele poderá sofrer reparos. 


‘PÓS PANDEMIA’:  ...( )...Passada ou diminuída a pandemia, será necessário voltar aos poucos para iniciarmos a recuperação. Assim como ajudamos na saúde, teremos que fazer o mesmo pelas pessoas e negócios....Gostaria muito de acreditar que tudo fechado não traria consequências drásticas. Mas isto não é verdade. Para aqueles que precisam do fluxo de pessoas, estamos vivendo o caos...( )...Precisamos pensar em voltar. Com segurança, mas voltar. Caso contrário, não encontraremos mais nada pelo caminho.” (Michel Gralha)


Bolsonaro solta o vento que Dilma estocou e provoca destruição no Sul do país. (no facebook)

Leia Também
Comente esta notícia
0 comentários
Mais em Manoel Afonso
Colunistas
Ampla Visão
Coluna do Roberto
Raquel Anderson
Copyright © 2004 - 2015
Todos os direitos reservados
Conjuntura Online
Rua São Remo, 390
Jardim Vilas Boas, Campo Grande / MS