O 1º site político de Mato Grosso do Sul   |   03 de Julho de 2020
Publicidade

De pires nas mãos, governadores dependem de Bolsonaro socorrer tesouro

Reinaldo diz que momento é de estender a bandeira branca e combater inimigo comum

26/05/2020 - 13h33

Campo Grande

Reinaldo durante videoconferência (Foto: Saul Schramm)

Porta-voz dos governadores na videoconferência com o presidente, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) reafirmou nesta terça-feira (26) ter a confiança de que Jair Bolsonaro irá sancionar o projeto de lei aprovado pelo Congresso que trata da destinação de R$ 60 bilhões para estados e municípios enfrentarem a crise do novo coronavírus e reafirmou a necessidade urgente dessa medida.


“Nós estamos na expectativa. É importante porque os estados perderam muita arrecadação nesses meses, principalmente em março, abril e maio, e nós temos uma paralisação das atividades econômicas. Estamos na expectativa, confiamos que naquela reunião na qual colocamos o posicionamento dos estados brasileiros, o presidente e a equipe econômica entenderam [a urgência da sanção do projeto]”, disse Reinaldo Azambuja em entrevista à CNN Brasil. 


Mato Grosso do Sul estima perdas superiores a R$ 1 bilhão na arrecadação por conta da pandemia. A proposta de ressarcimento para o estado é de R$ 620 milhões. Apesar de não cobrir todas as perdas, ela representa um alívio durante a crise.


A reunião por teleconferência com o presidente e a equipe econômica foi realizada na quinta-feira (21.5). O clima foi de cordialidade e Jair Bolsonaro assumiu o compromisso de sancionar o projeto “o mais rápido possível”. Reinaldo Azambuja defende que o momento exige união dos governantes e de toda a classe política em benefício da população que mais precisa.


“Claro que tivemos uma quinta-feira extremamente proveitosa. Os reflexos na bolsa, na queda do dólar, refletem o ambiente de estabilidade. O que precisamos, neste momento, é estarmos todos unidos contra o inimigo comum. O inimigo comum é esta pandemia, é o avanço significativo em muitos estados. Temos que focar neste momento no que é mais importante. Esse projeto de lei é crucial para a gente atender algumas demandas que são de setores da sociedade”, finalizou.

Leia Também
Comente esta notícia
0 comentários
Publicidade
Mais em Economia
Colunistas
Ampla Visão
Coluna do Roberto
Raquel Anderson
Copyright © 2004 - 2015
Todos os direitos reservados
Conjuntura Online
Rua São Remo, 390
Jardim Vilas Boas, Campo Grande / MS