O 1º site político de Mato Grosso do Sul   |   21 de Setembro de 2019
Publicidade

Safra recorde de milho pode ser ainda maior em Mato Grosso do Sul

O fator que deve resultar na elevação do volume colhido de milho é devido o ajuste na área plantada.

19/08/2019 - 09h04

Campo Grande

Safra de milho pode ultrapassar 11 milhões de toneladas em MS (Foto: Divulgação)

O campo continua rendendo boas notícias para Mato Grosso do Sul. A safra recorde de milho deste ano – que nas previsões iniciais deveria superar 10 milhões de toneladas – pode ser ainda maior. 


Dados divulgados pelo Projeto SIGA/MS mostram média de 88 sacas por hectare, o que deve resultar numa colheita de 11.475 milhões de toneladas de milho. 


O volume é 46,4% maior do que o colhido na safra passada com a mesma cultura: 7,838 milhões de toneladas.


O SIGA/MS é o Sistema de Informação Geográfica do Agronegócio criado pela Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) e mantido em parceria com a Aprosoja/MS. 


Há 5 anos, o Sistema monitora lavouras com informações precisas, atualizadas e regionais colhidas por técnicos que visitam os produtores rurais. 


Os dados são transformados em boletins semanais que ajudam o agricultor na tomada de decisões sobre a melhor área, hora de plantio e colheita.


O fator que deve resultar na elevação do volume colhido de milho é devido o ajuste na área plantada. Até a semana anterior a soma das lavouras totalizava 1.918 milhões de hectares. 


Com a inclusão de novas lavouras – que somam 255 mil hectares – a área total do milho em Mato Grosso do Sul para essa safra chega a 2.173 milhões de hectares. 


“Foi realizado mapeamento de uso e ocupação do solo por meio de sensoriamento remoto a partir de imagens”, relata o boletim do SIGA/MS. Desta forma ajustou-se a área e se chegou aos novos números.


A Região Norte está com quase toda a safra colhida (97%), enquanto na Região Centro a colheita já chega a 79,7% e na Região Sul, 75,9% das lavouras. 


O ritmo da colheita, neste ano, está mais adiantado que nos anos anteriores. Na safra passada, nessa época do ano, pouco mais da metade das lavouras já estava colhida.


O tempo bom é apontado como fator preponderante tanto para antecipação do plantio (até 15 de março 90% das lavouras já estavam plantadas) quanto para o ritmo da colheita, tendo em vista que não chove em quase todo o Estado há 45 dias.

Leia Também
Comente esta notícia
0 comentários
Mais em Economia
Colunistas
Ampla Visão
Coluna do Roberto
Raquel Anderson
Enquete
Você acha que a operação Lama Asfáltica vai acabar com algum político ou autoridade na cadeia?
Sim
30.77%
Não
63.46%
Não sei
5.77%
Copyright © 2004 - 2015
Todos os direitos reservados
Conjuntura Online
Rua São Remo, 390
Jardim Vilas Boas, Campo Grande / MS