O 1º site político de Mato Grosso do Sul   |   21 de Julho de 2019
Publicidade

CBF não gostou da estratégia de Tite para a Copa América

Diretoria da confederação não gostou da convocação do grupo que disputou o torneio.

12/07/2019 - 10h42

Rio

O técnico Tite, da Seleção Brasileira (Foto: Divulgação)

O Brasil venceu a Copa América, voltou a ocupar a hegemonia do futebol sul-americano e deixou muita gente satisfeita com isso. Na cúpula da CBF, porém, há uma outra interpretação para tudo o que ocorreu ao longo da preparação e disputa da Copa. Claro que todos lá dentro queriam o título. Achavam, no entanto, que havia algo mais importante em jogo, o que teria sido minimizado pelo técnico Tite.


O Terra apurou que a diretoria da confederação não gostou da convocação do grupo que disputou o torneio. Pretendia que Tite aproveitasse a oportunidade para promover vários jogadores em idade para seguir até a Copa do Mundo de 2022.


A leitura que os dirigentes fizeram da estratégia de Tite foi a que ele optou por uma convocação conservadora, com a presença de figurões, a fim de evitar embates com a imprensa e ter mais chances de chegar como favorito à final da Copa América.


Para a CBF, o técnico perdeu a chance de trabalhar nomes importantes e promissores para o Mundial de 2022, como o do zagueiro Rodrigo Caio e do atacante Dudu, por exemplo.


“Ele não quis arriscar, porque sabia que poderia ter sua trajetória interrompida na Seleção se não viesse o título. No entanto, o presidente Rogério Caboclo defendeu mais de uma vez, entre nós, que era sim importante vencer essa Copa América, mas que isso teria de se dar com mais ousadia, com novas experiências”, disse ao Terra um dos amigos do atual presidente da CBF, que pediu que seu nome não fosse revelado.


Everton Cebolinha, Éder Militão e David Neres foram opções certeiras de Tite para a Copa, na avaliação dos dirigentes da CBF. Mas a entidade queria outros tantos nomes, a fim de fazer do torneio uma etapa de preparação para o Mundial de 2022.


Houve um questionamento interno, ignorado por Tite, sobre a insistência em nomes de jogadores de grande prestígio, mas que durante a Copa do Mundo de 2022 já vão ter idade muito avançada. Veja com quantos anos alguns deles estarão no período do próximo Mundial – Daniel Alves (39), Miranda (38), Thiago Silva (38), Fernandinho (37) e Filipe Luís (37).

Leia Também
Comente esta notícia
0 comentários
Mais em Esporte
Colunistas
Ampla Visão
Coluna do Roberto
Raquel Anderson
Enquete
Você acha que a operação Lama Asfáltica vai acabar com algum político ou autoridade na cadeia?
Sim
30.77%
Não
63.46%
Não sei
5.77%
Copyright © 2004 - 2015
Todos os direitos reservados
Conjuntura Online
Rua São Remo, 390
Jardim Vilas Boas, Campo Grande / MS