O 1º site político de Mato Grosso do Sul   |   20 de Setembro de 2019
Publicidade

Cheio de mudanças, Brasil cria pouco e perde para o Peru em Los Angeles

Neymar começa no banco e não consegue evitar revés por 1 a 0 para time de Gareca, 

11/09/2019 - 07h14

Globo Esporte

Não é uma final de Copa América no Maracanã. Mas é o que o Peru tem para o momento. E vai levar para a eternidade. Após o vice no torneio continental, dois meses atrás, os peruanos impuseram a Tite sua terceira derrota na Seleção. Venceram por 1 a 0 nesta terça, madrugada de quarta no Brasil, em Los Angeles, nos Estados Unidos. A equipe brasileira, com quatro mudanças, não foi efetivo. Neymar só entrou na segunda etapa e não conseguiu evitar o que foi a quinta vitória do Peru em 46 jogos na história contra os brasileiros.


Com Daniel Alves, Thiago Silva, Arthur e Neymar no banco, o Brasil sofreu com a falta de criatividade e a marcação efetiva do Peru. O time de Ricardo Gareca foi melhor nos primeiros minutos, mas logo a Seleção encontrou espaços e conseguiu levar perigo ao gol de Gallese. Richarlison, com boa movimentação e vontade, obrigou o goleiro peruano a fazer duas boas defesas, mas não conseguiu abrir o placar.

Richarlison foi o melhor do Brasil em campo (Foto: Pedro Martins/Mowa Press)

Na segunda etapa, Tite respolveu fazer mais testes. Fabinho, Paquetá e Neymar foram a campo a partir dos 17 minutos. Mas quem continuou mais agressivo na Seleção foi Richarlison, que deixou o jogo com cinco finalizações. Vinicius Junior fez sua estreia pelo time principal do Brasil e entrou na vaga do camisa 9, mas não teve muito tempo para mudar o panorama do time brasileiro. Aos 39 minutos, o Peru, que passou a maior parte da segunda etapa sem finalizar, chegou ao gol. Após cobrança de falta de Yotun da direita, Ederson saiu mal, e o zagueiro Abram escorou para o gol: 1 a 0.


A TERCEIRA DERROTA DE TITE


Tite fez sua 44ª partida no comando da seleção brasileira. Pela segunda vez, fica dois jogos sem vencer. A última havia sido na sequência de dois empates com Bolívia e Colômbia, pelas eliminatórias, em 2017. O treinador sofreu sua terceira derrota no comando da Seleção. Perdeu também para Argentina, em amistoso, e para a Bélgica, na Copa do Mundo.


ALEGRIA PERUANA


É bem verdade que era apenas um amistoso, não valia uma taça ou três pontos em uma competição. Mas os peruanos celebraram bem a vitória. A quinta do país em 46 confrontos na história contra o Brasil. A segunda em cinco confrontos nos últimos três anos. O Peru deixou de ser freguês.

Leia Também
Comente esta notícia
0 comentários
Mais em Esporte
Colunistas
Ampla Visão
Coluna do Roberto
Raquel Anderson
Enquete
Você acha que a operação Lama Asfáltica vai acabar com algum político ou autoridade na cadeia?
Sim
30.77%
Não
63.46%
Não sei
5.77%
Copyright © 2004 - 2015
Todos os direitos reservados
Conjuntura Online
Rua São Remo, 390
Jardim Vilas Boas, Campo Grande / MS