O 1º site político de Mato Grosso do Sul   |   12 de Agosto de 2020
Publicidade

Crivella condiciona liberação de banhistas à vacina contra Covid

Prefeitura do Rio vai multar em R$ 127 quem permanecer na areia e desrespeitar regra.

09/07/2020 - 16h32

G1

O prefeito Marcelo Crivella (Foto: Tânea rego/Agência Brasil)

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, detalhou, no início da tarde desta quinta-feira (9), a nova fase de flexibilização das atividades econômicas. "Medidas que retornam aos poucos a rotina da cidade ", explicou o prefeito.


A partir do próximo fim de semana a prefeitura informou que irá multar os banhistas que desrespeitarem a regra de não permanecer nas praias. "Vamos multar a partir desse fim de semana em R$ 107 por crime de desobediência", advertiu o prefeito.


Inicialmente, o prefeito disse que a multa por desobediência era R$ 127. Posteriormente, a informação foi corrigida pela prefeitura. O valor correto da multa é de R$ 107.


Segundo ele, a permanência de banhistas nas areias da praia só deve ser permitida após a vacina contra a Covid-19. "Nós esperamos que a vacina chegue bem antes disso (do verão). Esses locais em que não dá para ficar de máscara tendem a ficar para depois da vacina", afirmou Crivella.


Nesta nova fase continua permitida a prática de atividades esportivas individuais nas praias, mas a permanência de banhistas na areia está proibida.


O primeiro estágio da terceira etapa permite que bares e restaurantes sirvam clientes nas mesas, libera mais atividades na areia e permite reabertura de academias. Há, no entanto, regras que a população deve cumprir. "A fase três tinha um impacto significativo, por isso a dividimos em duas etapas".


Atualmente, 71,6% de leitos de UTI da rede pública e 89% dos leitos de UTI da rede privada estão ocupados.


"A rede privada é obrigada por decreto a nos informar, por lei, a disponibilidade de vagas. A rede privada tem uma grande velocidade de mobilizar é desmobilizar a oferta de leitos", destacou Flávio Graça, Superintendente fiscal da Vigilância Sanitária, enfatizando que vários hospitais já desmobilizaram alas para os pacientes com Covid-19.

Leia Também
Comente esta notícia
0 comentários
Mais em Municípios
Colunistas
Ampla Visão
Coluna do Roberto
Raquel Anderson
Copyright © 2004 - 2015
Todos os direitos reservados
Conjuntura Online
Rua São Remo, 390
Jardim Vilas Boas, Campo Grande / MS