O 1º site político de Mato Grosso do Sul   |   28 de Maio de 2020
Publicidade

Marquinhos vai gastar R$ 52,5 milhões em obras em bairro de Campo Grande

Prefeitura lança licitação para pavimentação e recapeamento do Nova Campo Grande

14/05/2020 - 10h26

Campo Grande

O prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD) (Foto: Divulgação)

Com o lançamento do edital de licitação nesta quinta-feira (14), o prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), planeja iniciar até o aniversário da cidade em agosto, a 1ª etapa das obras de drenagem, pavimentação e recapeamento do Nova Campo Grande, bairro na região urbana do Imbirussu, com 20 mil habitantes.


A população convive há décadas com os problemas decorrentes de morar numa região de lençol freático raso. Minas de água afloram na superfície e a água da chuva demora para infiltrar no solo, o que deixa as ruas intransitáveis por muito mais tempo quando chove.


Paralelamente a drenagem e ao asfalto, a Águas Guariroba vai implantar a rede de esgoto, o que vai eliminar os problemas com o transbordamento das fossas sépticas, gerando gastos com frequentes esgotamentos. 


O projeto está orçado em R$ 52,5 milhões com previsão de ser executado em um ano a partir da assinatura da ordem de serviço. A obra será licitada em dois lotes com duas frentes de serviço simultâneas. A abertura das propostas das empresas participantes está prevista para o dia 18 de junho.


Segundo o secretário Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos, Rudi Fioresi, o projeto de infraestrutura é complexo, tem um alto custo, em função das características de solo da região, onde o lençol freático é muito aflorado. “Será preciso recorrer a algumas soluções de drenagem de alto custo, dreno profundo, implantação de colchões drenantes”, explica.


Para se ter uma dimensão da diferença de custo, com o recurso que será aplicado no Nova Campo Grande, pouco mais de R$ 52 milhões, seria impossível executar duas etapas do Nova Lima, com mais de 40 km de pavimentação.


As duas vias que atravessam o bairro, a 2 e a 7 , serão recapeadas e duplicadas. A Avenida 7 será prolongada até o Polo Empresarial Oeste, onde muitos moradores da região trabalham. Com o prolongamento da avenida e a construção de uma ponte de concreto de 20 metros sobre o Córrego Imbirussu, eles terão mais facilidade para chegar às indústrias. Hoje a única alternativa é pela Avenida Duque Caxias e o seu prolongamento, a Avenida Solon Padilha. No bairro só há uma passarela de pedestre para a travessia do córrego.


O presidente da associação de moradores do Nova Campo Grande, Marcelo Rodrigues, lembra que o asfalto é um sonho da comunidade há décadas. “Vai contemplar a grande maioria do nosso bairro, além da ponte, que vai nos ligar ao núcleo industrial, e fortalecer o bairro do outro lado do Córrego Imbirussu”, disse.

Leia Também
Comente esta notícia
0 comentários
Mais em Municípios
Colunistas
Ampla Visão
Coluna do Roberto
Raquel Anderson
Copyright © 2004 - 2015
Todos os direitos reservados
Conjuntura Online
Rua São Remo, 390
Jardim Vilas Boas, Campo Grande / MS