O 1º site político de Mato Grosso do Sul   |   15 de Agosto de 2020
Publicidade

Número de leitos de UTI foi ampliado em mais de 130% em Campo Grande

A previsão é de que nas próximas semanas sejam abertos mais 18 leitos no HRMS.

28/07/2020 - 06h51

Campo Grande

Número de leitos de UTI foi ampliado em mais de 130% (Foto: Prefeitura)

O número de leitos de terapia intensiva (UTI) foi ampliado em aproximadamente 132% no município de Campo Grande nos últimos quatro meses, passando de 116 para 270 leitos disponíveis. 


Na segunda-feira (27) mais 10 leitos de UTI foram ativados no Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian (Humap) para atendimento  de pacientes com Covid-19 (novo coronavírus).


Desde o início da pandemia do novo coronavírus, anunciada em março deste ano, Campo Grande adotou uma série  de medidas prevendo a possibilidade de aumento significativo de casos e eventual sobrecarga no serviço público de saúde, entre elas a ampliação de leitos.


Através de parceria com o Governo do Estado, nos últimos quatro meses foi possível viabilizar a abertura de 87 novos leitos de UTI na Santa Casa, 87 no HRMS (Hospital Regional Rosa Pedrossian), 28 no HCAA (Hospital de Câncer Alfredo Abrão) e  26 leitos no HU.


Outros 42 leitos foram contratualizados pelo município na rede particular por meio de chamamento público para receber pacientes graves com Covid-19 caso haja necessidade, sendo sete no Hospital El Kadri, 20 no Proncor, 10 na Clínica Campo Grande e cinco no Hospital Adventista do Pênfigo.


A previsão é de que nas próximas semanas sejam abertos mais 18 leitos no HRMS.


Até o dia 26 de junho foram registrados 8.883 casos de Covid-19 confirmados na Capital,  dos quais 5.541 são considerados recuperados, 2.984 encontram-se em isolamento domiciliar, 259 internados e 99 óbitos.

Dos pacientes internados, 125 estavam em UTI, sendo 63 em leitos públicos e 62 em leitos privados e 134 em leitos clínicos, deles 73 em leitos públicos e 61 privados.


A taxa de ocupação global de leitos atual em Campo Grande, que é quando é considerada todas as internações existentes, ou seja, pacientes Covid-19 e de outras patologias, é de 84%, considerando os hospital públicos, privados e filantrópicos.

Leia Também
Comente esta notícia
0 comentários
Mais em Municípios
Colunistas
Ampla Visão
Coluna do Roberto
Raquel Anderson
Copyright © 2004 - 2015
Todos os direitos reservados
Conjuntura Online
Rua São Remo, 390
Jardim Vilas Boas, Campo Grande / MS