O 1º site político de Mato Grosso do Sul   |   24 de Agosto de 2019

Vereadores de Campo Grande aprovam 105 projetos no semestre

Câmara deve analisar matérias polêmicas no segundo semestre

17/07/2019 - 08h01

Campo Grande

Plenário da Câmara de Campo Grande (Foto: Divulgação)

No primeiro semestre de atividades legislativas de 2019 da Câmara Municipal de Campo Grande vereadores apresentaram balanço totalizando 105 projetos aprovados e 133 que ainda estão em tramitação na Casa de Leis. 


O destaque é para a proposta de reajuste salarial dos professores da Rede Pública de Educação (Reme) que acabou ficando para o segundo semestre e a regulamentação de transporte de motoristas de aplicativos.


Entre as matérias que foram apreciadas em plenário está a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para o exercício financeiro de 2020 que foi aprovada com 152 emendas em primeira discussão.  A LDO aponta projeção da receita de R$ 4,3 bilhões para o próximo ano. 


O primeiro semestre da Câmara Municipal também ficou marcado devido a sessão que foi cenário de conflitos entre motoristas de aplicativos e vereadores que tentavam votar proposta para regulamentar o transporte. Essa foi a terceira vez que a Prefeitura de Campo Grande tentou regulamentar a atividade na Capital.


Para amenizar os conflitos, o prefeito retirou a matéria da pauta dos vereadores, mas no dia 9 de julho a proposta retornou para ser apreciada na Casa de Leis. Atualmente o projeto está na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça). 


A proposta vai fazer todo o tramite novamente e de acordo com os vereadores, como as matérias estão bem parecidas e os parlamentares já sabem os pontos polêmicos, será mais rápido analisar. A primeira semana de agosto já está reservada para apreciar a proposta.


Ainda sobre o balanço divulgada pela Casa de Leis, foram feitas 43 sessões ordinárias, apenas uma extraordinária - que foi necessária para aprovação da LDO -  e 19 sessões solenes. A tribuna chegou a ser usada por 43 vezes.


Dos projetos que tramitaram, no primeiro semestre, na Câmara Municipal, 48 foram arquivados. Dos projetos encaminhados pelo Executivo municipal, 20 foram aprovados e sete ainda estão tramitando na casa. 


Outro destaque importante foi o reajuste dos servidores da Casa de Leis que atingiu 3%  nos salários e de R$ 140 no valor mensal do auxílio-alimentação. Os projetos de resolução que tratam dos reajustes foram aprovados em regime de urgência, em única discussão e votação.


O fim do recesso dos 29 vereadores da Câmara Municipal de Campo Grande será dia 30 de julho e uma das primeiras matérias que deverá ser apreciada é a tentativa de regulamentação do transporte de motoristas por aplicativos.

Leia Também
Comente esta notícia
0 comentários
Mais em Política
Colunistas
Ampla Visão
Coluna do Roberto
Raquel Anderson
Enquete
Você acha que a operação Lama Asfáltica vai acabar com algum político ou autoridade na cadeia?
Sim
30.77%
Não
63.46%
Não sei
5.77%
Copyright © 2004 - 2015
Todos os direitos reservados
Conjuntura Online
Rua São Remo, 390
Jardim Vilas Boas, Campo Grande / MS