O 1º site político de Mato Grosso do Sul   |   27 de Fevereiro de 2024
Publicidade

Política, atividade sem tédio que atrai

17/03/2023 - 06h43

Manoel Afonso

POLÍTICA: Sem rotina também no MS. Dinâmica a agenda de temas: apuração de escândalos, futuro da economia, ‘fake news’, doenças, luto e até balões de ensaio de candidaturas. Interminável o estoque motivacional. Se alguns saem do cenário, outros se querem entrar. Graças a esse dinamismo “não vamos morrer de tédio com a política”.


PODER: Isso não vem ao caso, mas Lúdio Coelho era o político que ligava agradecendo os elogios. Dinheiro, gado e terra ele tinha aos montes. E daí? Bens que outros também tinham. Mas ele queria algo mais: o poder, visibilidade. Na comparação entre o ganho de massagear o ego e os problemas de saúde, confessava que o primeiro item compensava os estragos e prejuízos.


RODA GIRA: Puccinelli tem grana mas quer o poder. Rose estranha o sereno. Marquinhos sonha com o recomeço. Feliz, Riedel mantem a serenidade. Azambuja não quer ser esquecido e usa redes sociais. Adriane vai se equilibrando como pode. Carlão sabe o que quer (nós também). Alguns dos atores do palco político, mas em estágios diferentes.


BOM OU RUIM? Pela praticidade e êxito na pandemia, cresce a ideia da adoção do sistema remoto na participação dos deputados. Mas do ponto de vista cultural/político a presença física dita o ritmo, é o sal do mandato. O eleitor quer o contato com seu deputado, com direito a foto inclusive naquele ambiente charmoso. Comparando: assistir ao vivo ao concerto de uma orquestra é mais gratificante do que por vídeo.


AINDA... Apesar do celular, os deputados preferem a visita ‘in loco’ a eventos e locais de seu interesse. O abraço, o calor humano, insubstituíveis. A Assembleia é a casa, a referência dos deputados na relação com suas lideranças apoiadoras. Longe dela correm o risco de perder essa identidade e vínculo. Seria como participar da missa fora da igreja. ‘Sei não...’


ZÉ ELIAS: Um político que fugiu a regra. Nas vezes em que esteve no poder não sofreu mudança de personalidade. Sua postura a mesma, simples e a voz no mesmo tom. Não guardava mágoas e nem destilava rancores contra adversários. Essa conduta era um passaporte para transitar por todos grupos políticos. Tipo em extinção. Dourados sentirá sua falta.


AÇÕES & DEPUTADOS: Gerson Claro (PP: Pragmático e fiel ao regimento conduz com zelo os trabalhos da Casa; trouxe para a Assembleia o debate sobre os rumos da BR-163 no próximo dia 21. Paulo Corrêa (PSDB): homenageado pelo Planurb por suas ações e participações no órgão em benefício da população; sua ligação com lideranças municipais dão-lhe visão privilegiada também da realidade interiorana. Marcio Fernandes (MDB): Presidente atento da Frente Parlamentar em Defesa do Agronegócio enviou pedido ao Ministério do Planejamento para destinar recursos indenizatórios aos proprietários das áreas invadidas. Nota 10. Zé Teixeira (PP): questionou na tribuna os critérios da SEFAZ na cobrança de tributos (ICMS) de produtos agrícolas mesmo sem ter havido venda. Lucas de Lima (PDT): vice presidente da Comissão de Segurança Pública/Defesa Social, membro da Comissão de Obras, vice presidente da Comissão do Meio Ambiente e presidente da Comissão de Saúde. João Henrique (PL): membro efetivo de vários comissões legislativas; alerta para 6 leis de sua autoria sobre a Lei do Consumidor úteis à população de MS. Pedro Kemp (PT): ativo na defesa das causas educacionais e ligados também à saúde; tem PL protegendo e integrando os portadores de fibromialgia. Rafael Tavares (PRTB): PL seu adota o sexo biológico como critério na definição do gênero de atletas; propõe criação de lei para tratar da mudança de sexo por menores de idade; criticou evento circense em Amambai, contra a moral e os bons costumes. Junior Mochi (MDB): atento a agenda da audiência pública na capital, dia 21, sobre a relicitação da BR-163, faz trabalho para atrair prefeitos, vereadores, empresários e lideranças das cidades servidas pela rodovia.


A MISSÃO: Com sua larga visão em matéria de gestão pública e suas tratativas junto a sociedade, o conselheiro Gerson Domingues assume o comando do Tribunal de Contas com apoio incondicional dos companheiros da Corte. Ele é um líder que adota o diálogo como estratégia, a exemplo do que fez na presidência da Assembleia Legislativa.


ZEBRA: Não passou mesmo de sonho a federação entre o PP e o União Brasil que já vinha acalentando projetos no MS. Portanto, a senadora Tereza Cristina (PP) e a ex-deputada Rose Modesto (UB) continuam cada qual em seu quadrado. Pesaram na decisão as divergências internas no União Brasil e a posição governista dos seus diretórios nordestinos.


LIVRE & SOLTA: A notícia libera Rose para com calma fazer a opção para as eleições de 2023. São alternativas: caminhar no MDB, viabilizar outro rumo e partido, bem como voltar ao PSDB ou ganhar o comando da Sudeco. Sem mandato, ela não está presa as ‘pegadinhas’ da legislação que dispõe sobre a fidelidade partidária e afins.


DEPUTADOS & AÇÕES: Renato Câmara (MDB): Criador da Semana Estadual da Água, líder da Frente Parlamentar de R. Hídricos, organiza o IV Seminário Estadual da Água (dia 24) com Rotary Club, Imasul e UEMS; Governo atende seu pedido e realiza obras na MS-141. Mara Caseiro (PSDB): pede recuperação asfáltico dos trechos Inocência-Paranaiba, Camapuã-Figueirão, requer à Agraer doação de plantadeira de grãos aos pequenos agricultores de Juri. Lídio Lopes (Patri): tramita na casa seu recente projeto que concede auxílio financeiro temporário às mulheres vítimas de violência; membro de várias comissões. Professor Rinaldo (Podemos): vigilante nas questões da saúde e educação; pede desconto de 50% aos profissionais de saúde pública/privada nos ingressos de eventos culturais e esportivos. Jamilson Name (PSDB): comemora aprovação em 1ª. discussão de projeto proibindo a venda de medicamento ilegal nocivo à saúde humana; membro de várias comissões da Casa, entre elas do Turismo. João Matogrosso (PSDB): Pede retomada das obras dos EMEIs do J. Anache e J. Inápolis, na capital; Integra as Comissões de Constituição/Justiça e Redação; da Agricultura/Pecuária, Políticas Rural/Agrária/Pesqueira; da Educação/Cultura/ Desporto/Ciência e Tecnologia/Turismo/Indústria/ Comércio. Roberto Hashioka (União Brasil): integra várias comissões, engenheiro experiente em rodovias fez análise técnica da situação da BR-163, mostrando detalhe das pretensões da atual concessionária no processo de relicitação. Uma aula proveitosa no parlamento.


CORAGEM: O deputado Rafael Tavares (PRTB) encara temas polêmicos. Projeto seu adota o sexo biológico como critério único para definir o gênero de atletas em competições no estado; outro PL seu regulamenta procedimento para cirurgias de mudança de sexo de menores de idade. Vamos ficar atentos à repercussão no plenário e na opinião pública.


PREOCUPAÇÃO: Qual seria mesmo a saída para os motoristas de aplicativos? Dúvidas pairam sobre a solução que não traga desemprego e caos ao setor. Ainda no palanque Lula prometeu resolver, mas especialistas nesta área do Direito, além dos tribunais trabalhistas estão divididos quanto a fórmula legal que encontre ambiente favorável na pratica.


PREPARE-SE: Em matéria de pessimismo estamos bem servidos. Pesquisa da ‘Quaest’ constata que 98% dos executivos que administram fundos de investimentos entendem que a agenda econômica do Governo está equivocada, enquanto 78% acham que a situação do país deverá piorar nos próximos 12 meses. Já 73% enxergam risco de recessão.


NA ASSEMBLEIA: Zeca do PT: integra as Comissões de Execução Orçamentária e de Meio Ambiente; submetido a cirurgia cardíaca não compareceu às sessões da semana. Pedrossian Neto (PSD): atento às proposições em plenário e na CCJR da qual é integrante; tem excelente trânsito junto ao Governo, Secretárias e órgãos oficiais. Neno Razuk (PL): tem projeto para estimular a produção agrícola sustentável, fomentando a Agropecuária Regenerativa, Biológica e Sustentável; pede ao Governo Estadual camas para o Hospital Municipal de Juti. O PL seguiu para a CCJR. Londres Machado (PP): Líder do Governo, vice presidente da Comissão de Saúde; presidente da Comissão de Controle e Eficácia Legislativa. Antônio Vaz (REP): líder em proposições, seu PL cria a Frente Parlamentar Cristã em Defesa da Família juntamente com 9 deputados. Lia Nogueira (PSDB): tem PL no combate a violência contra a mulher; cobrou melhoria no transporte escolar de Dourados; preside a Comissão de Assistência e Seguridade Social; membro das Comissões de Saúde; Desenvolvimento Agrário; de Defesa da Mulher, da Violência Doméstica. Amarildo Cruz (PT): Nas mãos de Deus. Seu estado é grave. Rezemos por ele.

SAIA JUSTA: Mesmo representando o estado com 146 fazendas invadidas desde os anos 80 (dados da Famasul), os deputados Dagoberto Nogueira, Geraldo Resende (ambos do PSDB), Camila Jara e Vander Loubet (ambos do PT) votaram contra a instalação da CPI (aprovada por maioria) que investigará os financiadores das invasões de terras. Coautor do pedido da CPI, deputado Rodolfo Nogueira (PL) aposta na memória do eleitor.


BOA TACADA: No final do Governo Reinaldo Azambuja concretizou o leilão de vários trechos rodoviários no Bolsão e agora Riedel assinará o contrato de concessão por 30 anos. Além de embolsar R$150 milhões o MS. ficará livre do ônus de conservação. Essa a tendência moderna de entregar às empresas especializadas como é o caso do Consórcio Way que já vem atuando aqui.


SATISFAÇÃO: Na Assembleia Legislativa troco impressões sobre a gestão Riedel com vários deputados de diversos partidos. O deputado Renato Câmara (MDB), por exemplo, está satisfeito como vem sendo atendido pelo Governo em pleitos diferentes. O deputado Neno Razuk (PL) é outro que rasga elogios ao estilo do governador, que não discrimina partido e nem políticos.

Leia Também
Comente esta notícia
0 comentários
Mais em Manoel Afonso
Colunistas
Ampla Visão
Copyright © 2004 - 2015
Todos os direitos reservados
Conjuntura Online
Rua São Remo, 390
Jardim Vilas Boas, Campo Grande / MS