O 1º site político de Mato Grosso do Sul   |   18 de Maio de 2024
Publicidade

Velocidade, vigor físico e lesões: conheça Cuiabano, novo lateral do Botafogo

Jovem tem passagens por Seleções de base, tinha alcunha de promessa no Grêmio e recebeu duas propostas do Torino

20/04/2024 - 08h50

Rio 

Cuiabano comemora gol pelo Grêmio (Foto: Lucas Uebel/Grêmio)

Nelsinho conquista mais R$ 4 milhões para municípiosEm busca de reforços para o setor defensivo, o Botafogo se movimentou no último dia de janela doméstica para trazer Cuiabano. O lateral-esquerdo de 21 anos é criado no Grêmio e foi adquirido por cerca de R$ 8 milhões junto ao Tricolor.


O defensor sempre teve muito potencial junto ao seu nome. Soma passagens pelas seleções sub-17, sub-18 e sub-20 do Brasil, mas subiu para o time profissional do Grêmio apenas no ano passado, quando chegou até a ser improvisado no setor ofensivo por Renato Gaúcho.


- O Cuiabano é uma promessa desde as categorias de base do Grêmio e que, por tudo que se projetava, acabou não se confirmando em campo apesar dele ainda ser jovem e estar na segunda temporada como profissional. Ele é um lateral de característica ofensiva, tanto que o Renato o utilizou como ponta em alguns jogos no ano passado e ele até faz gol contra o Cuiabá na Copa do Brasil. Também tem velocidade e força física - analisou João Victor Teixeira, setorista do Grêmio no ge.

Foram 14 jogos em 2023. Apesar do certo holofote atuando como ponta e o destaque nas quartas de final da Copa do Brasil, Cuiabano não foi utilizado com frequência na reta final da temporada. Ele reapareceu na atual temporada, dessa vez jogando como lateral, por causa das lesões de Reinaldo e Mayk, e foi bem - inclusive, deu uma assistência contra o Vasco, na estreia do Brasileirão.


- Quando ele conseguiu uma sequência no time titular, jogando bem, acabou sendo vendido para o Botafogo. Com Reinaldo e Mayk em condições, o Cuiabano não vai fazer tanta falta. Mas pelo o que se projetava lá no surgimento dele, o Grêmio esperava que pudesse ser uma venda maior, talvez para o mercado europeu. Na teoria, ele seria o terceiro reserva, mas o Cuiabano desses últimos três jogos pode fazer falta para o Grêmio - completou o jornalista.


Cuiabano era observado como potencial alvo pela equipe de scout do Botafogo desde o fim do ano passado, quando fizeram um monitoramento de mercado ainda quando Tiago Nunes era o treinador. O nome do jovem agrada internamente e se encaixa no estilo de Artur Jorge pela força ofensiva.


- Ele (Cuiabano) não é um jogador de muito refino técnico, mas a dedicação dele dentro de campo faz com que a velocidade e a força física acabem se sobressaindo - afirmou João.


Lesões e defesa preocupam


A parte física é uma dor de cabeça no que envolve Cuiabano. O lateral já teve duas lesões na coxa esquerda na temporada 2024.


Em janeiro, o jovem sofreu uma lesão grau 1 no posterior da coxa esquerda, ainda no início do período de treinos do Tricolor no ano. No começo de fevereiro, ele deixou a vitória sobre o Avenida com uma lesão muscular grau 2 novamente na coxa esquerda.


Em setembro do ano passado, Cuiabano também sofreu uma lesão na coxa após jogar pelo time sub-20 do Grêmio.


- O ponto negativo, e talvez o que o atrapalhou nessa projeção no profissional do Grêmio, foi o número alto de lesões musculares. Esse ano era para ele ser o substituto do Reinaldo, o segundo lateral-esquerdo no elenco, só que ele teve duas lesões musculares, uma em janeiro e uma no início de fevereiro. Isso fez o Grêmio buscar o Mayk do Guarani.


No campo, a capacidade defensiva é o que levanta problemas. Naturalmente por ser ofensivo, Cuiabano é um atleta com dificuldades na marcação. O início de Brasileiro do lateral, porém, é de números sólidos no setor: as médias por jogo do atleta são de 2.5 interpretações, 1.5 desarme, 4.5 recuperações de bola e 2.5 cortes. Os dados são do "SofaScore". (ge)

Leia Também
Comente esta notícia
0 comentários
Mais em Esporte
Colunistas
Ampla Visão
Copyright © 2004 - 2015
Todos os direitos reservados
Conjuntura Online