O 1º site político de Mato Grosso do Sul   |   14 de Agosto de 2022
Publicidade

Entenda por que a varíola dos macacos tem afetado principalmente homossexuais

Segundo a OMS, vírus pode primeiro ter se espalhado nessa população por causa de redes sexuais interconectadas

28/07/2022 - 09h32

CNN

Vírus da varíola dos macacos pode afetar qualquer pessoa, esclarecem especialistas (Foto: Josué Damacena)

Desde maio de 2022, casos de Varíola dos macacos têm sido relatados em diversos países onde a doença não é endêmica.


 A maioria dos pacientes confirmados com histórico de viagens relatou passagens por países da Europa e da América do Norte, em vez da África Ocidental ou Central, onde o vírus é endêmico.


Pela primeira vez, um número expressivo de casos surge simultaneamente em países não endêmicos em áreas geográficas muito distantes.


 De acordo com levantamento realizado pela CNN, ao menos 64 países confirmaram casos da doença (veja o mapa abaixo).


No sábado (23), a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou que o atual surto constitui uma Emergência de Saúde Pública de Importância Internacional (ESPII).


 “Temos um surto que se espalhou rapidamente pelo mundo, por meio de novos modos de transmissão, sobre os quais entendemos muito pouco e que atendem aos critérios do Regulamento Sanitário Internacional”, disse o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom.


No Brasil, já foram confirmados mais de 800 casos da doença, de acordo com o Ministério da Saúde.


 Os casos foram registrados em São Paulo (595), no Rio de Janeiro (109), em Minas Gerais (42), no Distrito Federal (13), no Paraná (19), no Goiás (16), na Bahia (3), no Ceará (2), no Rio Grande do Sul (3), no Rio Grande do Norte (2), no Espírito Santo (2), em Pernambuco (3), em Mato Grosso do Sul (1) e em Santa Catarina (3).

Leia Também
Comente esta notícia
0 comentários
Mais em Geral
Colunistas
Ampla Visão
Copyright © 2004 - 2015
Todos os direitos reservados
Conjuntura Online
Rua São Remo, 390
Jardim Vilas Boas, Campo Grande / MS