O 1º site político de Mato Grosso do Sul   |   24 de Fevereiro de 2024
Publicidade

Jornais argentinos repercutem o assassinato de compatriota no RJ

Florencia Aranguren, de 31 anos, foi assassinada a facadas em Búzios, na região dos Lagos, no Rio de Janeiro 

07/12/2023 - 07h57

Rio de Janeiro 

Florencia Aranguren, turista morta em Búzios, e o cachorro Tronco (Foto: Reprodução/Facebook)

Jornais argentinos repercutiram o assassinato de Florencia Aranguren, de 31 anos, ontem (6), em Búzios, na Região dos Lagos. Florencia foi morta a facadas por um homem cuja identidade ainda não foi divulgada. 


Ele foi preso após o cão de estimação da vítima estranhá-lo, logo após o crime. Familiares de Florencia afirmaram que chegariam ao Brasil na noite desta quarta, para acompanhar os trâmites de transferência do corpo ao país natal.


No jornal argentino Clarín, a manchete da quarta-feira foi "Horror no Brasil: uma argentina foi morta a facadas em Búzios".


— Pedimos justiça. Continuem espalhando a notícia para que esse assassino continue na prisão. Estamos conversando com advogados e quando chegarmos faremos uma reclamação — disse Mariana Aranguren, irmã da vítima, ao jornal.


Outros veículos, com o jornal La Nación, descreveram o crime como um "choque". O caso também foi repercutido pelos jornais El Diario e Infobae, que lembrou outro assassinato de um argentino no Brasil. Em fevereiro de 2019, Daniel Barizone, de 65 anos, caminhava com a mulher em uma praia de Salvador, na Bahia, quando foi vítima de um latrocínio.


Familiares da argentina Florencia Aranguren, de 31 anos, já estão a caminho do Brasil para acompanhar os trâmites de translado do corpo para o país natal, segundo fontes do consulado no Rio relataram ao La Nación. A mulher foi encontrada morta a facadas na trilha para a Praia José Gonçalves.


Ainda segundo o relatado pelo consulado ao jornal argentino, o embaixador argentino no Brasil tomou conhecimento do crime por volta das 12h. Florencia chegou ao Brasil há quatro dias, e pretendia se estabelecer no país. Seus familiares já estão a caminho, e devem chegar por volta das 23h.


Foi o cão de Florencia quem ajudou na identificação do suspeito do crime, que foi detido pela Polícia Militar. Ele não esboçou reação quando curiosos se aproximaram do corpo, na Estrada José Gonçalves, mas tentou atacar um homem que passava, tido como suspeito de ter praticado o crime. A Polícia Militar prendeu o homem. A investigação está a cargo da 127ª DP (Armação de Búzios).


De acordo com o jornal "Folha de Búzios", Florencia Aranguren, que residia no município, teria feito caminhadas com o seu cão diariamente pela região. O animal permaneceu ao lado do corpo durante toda a atuação da polícia, que investiga feminicídio. O corpo foi encontrado por volta das 8h.


Agentes da Ronda Municipal, da Polícia Militar e da Polícia Civil estiveram no local, assim como o secretário de segurança pública de Búzios, Sergio Ferreira.


Com apenas 100 metros de extensão de areia, a Praia José Gonçalves é pouco conhecida pelos turistas de Búzios. A 11 quilômetros do Centro, é uma das praias mais bonitas e preservadas da região. Durante o verão, grandes bancos de areia modificam a paisagem. Em outras épocas, é um destino para surfistas. (Com O Globo e Agências Internacionais)

Leia Também
Comente esta notícia
0 comentários
Mais em Geral
Colunistas
Ampla Visão
Copyright © 2004 - 2015
Todos os direitos reservados
Conjuntura Online
Rua São Remo, 390
Jardim Vilas Boas, Campo Grande / MS