O 1º site político de Mato Grosso do Sul   |   01 de Julho de 2022
Publicidade

Centros de Diagnóstico de Dourados atenderão pacientes de 33 municípios

A estrutura está sendo edificada ao lado do futuro Hospital Regional 

20/05/2022 - 16h13

Campo Grande

Maquete do Centros de Diagnóstico (Foto: Divulgação )

O Centro de Diagnóstico e o Centro de Especialidades Médicas que o Governo do Estado está construindo em Dourados vai atender aproximadamente um milhão de habitantes, de trinta e três cidades de Mato Grosso do Sul.


A estrutura está sendo edificada ao lado do futuro Hospital Regional e vai ofertar exames, diagnósticos e procedimentos gratuitamente para os usuários do SUS (Sistema Único de Saúde).


Segundo o engenheiro Jason Barbosa Cardoso, da empresa Alcance Engenharia, os trabalhos de construção começaram no final de abril, estando atualmente com um percentual de 1,5% concluída. A previsão de entrega é para dezembro de 2023.


“Atualmente, temos 16 trabalhadores no canteiro de obras, que em duas semanas vai entrar na fase de fundações. Mas vamos chegar a 90 trabalhadores contratados, no pico da demanda de operários”, complementa o engenheiro Rodrigo Campos, da mesma empresa.


A obra de construção foi lançada oficialmente pelo governador Reinaldo Azambuja, na quarta-feira (18) e faz parte de um “pacote” de investimentos de mais de R$ 70 milhões em convênios para auxiliar Dourados em várias áreas e também na oferta de serviços de qualidade aos usuários do SUS (Sistema Único de Saúde) para os moradores de 33 cidades da região.


Além de dar suporte aos pacientes internos do futuro Hospital Regional, o Centro de Diagnóstico e de Especialidades vão ofertar atendimentos e serviços à população que necessitarem de exames, diagnósticos e tratamentos de média e alta complexidade.


Na parte de diagnósticos, a unidade contará com aparelhos e equipamentos de última geração. Ali, a população terá acesso a exames de tomografia computadorizada, ressonância nuclear magnética, ultrassonografia, endoscopia e colonoscopia, Raios-X digital, ultrassom com dopplervelocimetria (exame não invasivo utilizado para estudo da circulação fetal em diversas situações clínicas), laboratório de análises clínicas para todos os tipos de exames, teste ergométrico, holter 24h, eletroencefalograma, eletrocardiograma e densitometria óssea, entre outros.


O Centro de Especialidades Médicas terá perfil ambulatorial, de caráter regionalizado, inserido na rede de Serviços do SUS. A unidade deverá ter espaços para as consultas especializadas e procedimentos ambulatoriais, tais como endoscopia digestiva alta, colonoscopia e broncoscopia, entre outros.


Recursos


A estrutura em construção demanda investimentos da ordem de R$ 13,4 milhões, sendo R$ 6,8 milhões oriundos de emenda do então deputado federal Geraldo Resende nos anos de 2015 e 2016 e o restante são recursos provenientes dos cofres do Governo do Estado.

Leia Também
Comente esta notícia
0 comentários
Mais em Municípios
Colunistas
Ampla Visão
Copyright © 2004 - 2015
Todos os direitos reservados
Conjuntura Online
Rua São Remo, 390
Jardim Vilas Boas, Campo Grande / MS