O 1º site político de Mato Grosso do Sul   |   20 de Maio de 2022
Publicidade

Nova Andradina terá mais de R$ 12 mi para ampliação do sistema de esgoto

A ordem de serviço foi assinada em 25 de abril pela presidente Marta Rocha, e pelo diretor de Engenharia e Meio Ambiente, Helianey Paulo da Silva.

03/05/2022 - 12h36

Campo Grande

Marta Rocha durante reunião na Sanesul (Foto: Acom/Sanesul)

Como parte do seu cronograma de investimentos em obras públicas visando o cumprimento da meta estabelecida pelo novo marco legal do saneamento básico, a Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul) deu mais um passo para ampliar a área de cobertura do sistema de esgotamento sanitário no Estado.


Por determinação do governador Reinaldo Azambuja, os investimentos beneficiam os 68 municípios onde a companhia de saneamento mantém a concessão dos serviços de água e esgoto.


A cidade de Nova Andradina, por exemplo, cuja área de cobertura do esgoto se aproxima da universalização, terá mais de R$ 12 milhões para execução de obras de ampliação do setor.


A ordem de serviço foi assinada no dia 25 de abril pela diretora-presidente Marta Rocha, e pelo  diretor de Engenharia e Meio Ambiente da empresa, Helianey Paulo da Silva.


O contrato assinado pela empresa prevê um valor total de R$ 12.055.000,00 em investimentos, incluindo implantação de 33.750,02 metros de rede coletora de esgoto e 3.330 ligações domiciliares.


Pelo acordo, a empresa contratada terá prazo de 18 meses para concluir e entregar as obras de ampliação do sistema de esgoto em Nova Andradina, cidade localizada no Vale do Ivinhema.


Com recursos próprios da Sanesul via programa ‘Avançar Cidades’, os investimentos fazem parte da Rota do Saneamento, criada pela companhia para entregar obras de água e esgoto nos municípios onde a empresa opera.


O saneamento básico inclui, entre outros serviços de infraestrutura, distribuição de água, coleta e tratamento de esgoto sanitário, sendo fundamental para a saúde e mais qualidade de vida para a população, sobretudo, preservação do meio ambiente.


Com 46.86% da área de cobertura do esgotamento sanitário, a cidade se aproxima da universalização, meta do governo e da Saneamento como parte da estratégia do governador Reinaldo Azambuja que é elevar Mato Grosso do Sul a ser o primeiro estado brasileiro se antecipar as exigências do novo marco legal do saneamento.

Leia Também
Comente esta notícia
0 comentários
Mais em Municípios
Colunistas
Ampla Visão
Copyright © 2004 - 2015
Todos os direitos reservados
Conjuntura Online
Rua São Remo, 390
Jardim Vilas Boas, Campo Grande / MS