O 1º site político de Mato Grosso do Sul   |   18 de Maio de 2024
Publicidade

População aprova obra nas Três Barras e aponta melhoria de 100% no trânsito

Além de melhorar a mobilidade viária, houve diminuição no número de acidentes

20/11/2023 - 16h12

Campo Grande 

Imagem do reordenamento das Três Barras (Foto: Divulgação)

O reordenamento da avenida Três Barras mudou a vida de condutores, pedestres e comerciantes da região desde a entrega da obra, no mês de setembro. A requalificação viária da rotatória, recapeamento, e sinalizações horizontal e vertical implementadas são medidas aprovadas pela população. As mudanças, realizadas após estudos técnicos da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), melhoraram a mobilidade viária e viabilizaram o fluxo e diminuíram os acidentes.


O vendedor Uriel Canavarro Rodrigues, de 26 anos, destaca que passa pelo local todos os dias por conta do trabalho e pontua que a melhora foi de 100%.“Eu passo bastante aqui porque sou vendedor e atendo a região. E posso afirmar que melhorou muito, uns 100%. Antes ficava com filas e filas de carros, agora o trânsito flui. Antes tinha vários acidentes, de manhã, principalmente com motociclistas caídos, e agora a realidade mudou”, disse ele que complementou: “Antes era muito travado, agora flui bastante. É claro, que há os horários de pico, o que é normal em um capital, mas está aprovado”.


Rose Freitas, gerente regional de um supermercado na avenida, disse que acompanhou toda a obra e que após a finalização até a clientela estaciona melhor. “A gente acompanhou todo o processo desde antes do começo da obra, a quantidade de acidentes que haviam aqui na frente era alta. Inclusive a gente quer parabenizar a Prefeitura pela obra. Esse momento está sendo muito positivo, a gente percebe que houve uma grande melhoria no trânsito”. Ela cita que o estabelecimento fez as adequações na calçada antes da obra.


“Os clientes também percebem a diferença, e os comentários são muito positivos, em relação principalmente ao horário de pico, porque nessa parte aqui era intransitável, em um período em que a gente tinha um pico maior, e hoje flui bem.”


Morador do Bairro Tiradentes, Antônio da Silva disse que passou a fazer a passagem com tranquilidade de um lado para o outro da avenida após a sinalização. “Moro perto do Rádio e ando muito aqui. Ficou bom, a gente atravessa a avenida para ir ao mercado e nos comércios aqui. A passagem ficou muito boa, porque os semáforos são aqueles com botoeira para pedestre. Então, a gente pressiona e aguarda abrir o sinal, vendo o tempo certo para atravessar.”


Dono de um dos estabelecimentos comerciais do entorno do reordenamento na Três Barras, Luiz Afonso Vilela cita que o comércio está há anos no local e que o pequeno transtorno durante a obra compensou o resultado que segundo ele, está excelente.


“O grande problema que tinha aqui era o congestionamento, principalmente depois das 17h. Era muita fila de carro e o povo reclamava que a rua era muito estreita. E após a obra ficou excelente. Os clientes estão satisfeitos, está tranquilo, e melhorou de 80% a 90%”.


Sebastião Dantas Nogueira, de 47 anos, trabalha como lavador de carros em um Lava-Jato e diz que para o trânsito melhorou muito. “O trânsito melhorou 100%”.


Com o reordenamento da Avenida Três Barras, também como consequência melhorou o fluxo das Ruas Domingos Jorge Velho, Avenida Manoel da Nóbrega, José Nogueira Vieira, Assef Buainain, Rua Marquês de Lavradio, Rua Final, Rua Conde de São Joaquim, rotatória da Avenida Gabriel Del Pino, entre outras ao entorno.


O diretor-presidente da Agetran, Janine de Lima Bruno, pontua que a obra foi concretizada após estudos técnicos e planejamentos da Agência, já que a antiga rotatória não atendia mais as necessidades da região. “Após levantamentos e estudos técnicos, foi constatado que o reordenamento traria maior fluidez aos condutores e segurança aos pedestres que circulam pelo local. Além de melhorar toda a mobilidade urbana e isso de fato aconteceu”, comemora.


O presidente do Conselho da Região Urbana do Bandeira, José Humberto, destaca que as lideranças da região são valorizadas pela gestão e que a obra atendeu ao pedido dos moradores. “A administração saiu do gabinete e veio ao encontro da população, com reuniões in loco e a presença de toda a máquina pública. Foi assim que essa obra aqui na Três Barras saiu do papel. Além de melhorar para os moradores da região, a avenida também se tornou mais atrativa para comerciantes e empresários que se interessam em investir nesse importante ponto de Campo Grande”.


Reordenamento


O reordenamento viário foi feito no cruzamento das Avenidas Três Barras, José Nogueira Vieira e Marquês de Lavradio, avenidas que apresentam alto fluxo de veículos e pedestres, pois são vias que dão acesso à Região Urbana do Prosa e do Bandeira. Diariamente, circulam pela região, aproximadamente, 30 mil veículos em busca de diversos destinos, tais como Shopping Campo Grande, Câmara Municipal de Campo Grande, Unidade Básica de Saúde Tiradentes, além de vários condomínios residenciais, comércios, entre outros, que colaboram para aumentar o trânsito no local tanto de veículos quanto de pedestres e ciclistas.


Como parte do reordenamento foi realizada a remoção da rotatória e readequação viária com semaforização nesses locais, além de alargamento da via que passa a ter duas pistas de rolamento em cada sentido. Também foi realizado recapeamento no asfalto, bem como em toda sinalização horizontal e vertical.


Na quadra da rua Domingos Jorge Velho e Miguel Sutil, foi adotada a mão única. Sendo assim, para quem vem da rua Domingo Jorge Velho e quiser acessar a avenida Três Barras, terá que virar na rua Manoel da Nóbrega e Miguel Sútil.


Para quem estiver na Avenida Três Barras em direção à avenida Eduardo Elias Zahran e quiser acessar bairros como o Vilas Boas e não tiver feito a conversão à esquerda na rua Fernão Dias, com o reordenamento terá que ir até o cruzamento semaforizado e realizar a conversão na avenida José Nogueira Vieira, rua Final, avenida Marques de Lavradio, Avenida Três Barras e então a rua Domingos Jorge Velho.


A rua Manoel da Nóbrega, entre a Domingos Jorge Velho e a Miguel Sutil, também fez parte do projeto de reordenamento e recebeu drenagem, pavimentação asfáltica e instalação de meio fio.

Leia Também
Comente esta notícia
0 comentários
Mais em Municípios
Colunistas
Ampla Visão
Copyright © 2004 - 2015
Todos os direitos reservados
Conjuntura Online