O 1º site político de Mato Grosso do Sul   |   01 de Julho de 2022
Publicidade

Após pressão do MPE, Flexpark começa a devolver créditos aos consumidores

A restituição dos valores aos usuários do serviço de estacionamento rotativo está sendo realizada em Campo Grande

21/06/2022 - 13h14

Campo Grande

Deputado Paulo Duarte (PSB) em discurso na tribuna (Foto: Luciana Nassar)

Pouco mais de um mês após entrar com representação no MPE-MS (Ministério Público Estadual) contra a Flexpark (empresa de estacionamento rotativo), o deputado Paulo Duarte (PSB) comemora a devolução dos créditos aos consumidores. Na sessão ordinária desta terça-feira (21), o parlamentar falou sobre o assunto na tribuna.


“Entrei com a Ação Civil Pública solicitando a devolução dos valores que ficaram com a empresa após o término do período de concessão. Foi assinado um Termo de Ajustamento de Conduta [TAC] entre o Ministério Público Estadual e a Flexpark. E, ontem, a empresa começou a devolver os créditos. Uma importante vitória da população”, disse Duarte.


A restituição dos valores aos usuários do serviço de estacionamento rotativo está sendo realizada na Rua Marechal Cândido Mariano Rondon, número 2.083, sala 2, em horário comercial, de segunda a sexta-feira. “Faço um apelo para que todos vão, não importa a quantia a receber. A empresa aposta que centenas de pessoas não irão pedir a devolução e não podemos aceitar isso. É uma questão de cidadania e respeito”, destacou.


Conforme o deputado, após o período de quatro meses para atendimento presencial na sede da empresa, o consumidor poderá restituir o dinheiro por meio de atendimento online. Em aparte, Barbosinha (PP) parabenizou o discurso do colega e lembrou que também é autor de outra Ação Civil Pública contra a Flexpark.


“Este ano ingressamos com a Ação Civil Pública com relação uma cobrança indevida por parte da empresa. Quando o veículo era estacionado sem recolhimento, o funcionário da Flexpark fazia uma autuação que, na verdade, era um subterfúgio para arredar a quantia de R$ 27,80. Estimamos que aproximadamente R$ 15 milhões foram apropriados indevidamente. A representação está tramitando e acredito que será exitosa”, ressaltou Barbosinha. 


Utilidade Pública


Paulo Duarte apresentou durante a sessão ordinária o Projeto de Lei 183/2022, que declara de Utilidade Pública Estadual o Asilo São José para a Velhice Desamparada, com sede e foro no município de Corumbá. A proposição segue para análise da CCJ (Comissão de Constituição, Justiça e Redação).   

Leia Também
Comente esta notícia
0 comentários
Mais em Política
Colunistas
Ampla Visão
Copyright © 2004 - 2015
Todos os direitos reservados
Conjuntura Online
Rua São Remo, 390
Jardim Vilas Boas, Campo Grande / MS