O 1º site político de Mato Grosso do Sul   |   13 de Abril de 2024
Publicidade

Riedel quer reativação da ferrovia Malha Oeste e ampliação da hidrovia Tietê-Paraná

Governador discutiu com Tarcísio projetos estratégicos em SP para os estados

28/03/2024 - 15h12

Campo Grande

Riedel durante encontro com Tarcísio em São Paulo (Foto: Divulgação )

O governador Eduardo Riedel (PSDB) formalizou junto ao governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas, em visita oficial ao Palácio dos Bandeirantes, pleito pela reativação da ferrovia Malha Oeste e da ampliação da hidrovia Tietê-Paraná.


Acompanhado do vice Barbosinha e do secretário Jaime Verruck (Desenvolvimento), o chefe do Executivo destacou a importância estratégica da diversificação de modais de transporte para o impulsionamento das cadeias de produção.


Geração de emprego e renda e outros projetos que estão na base das políticas públicas dos dois estados também estiveram na pauta dos líderes. 


“O Brasil elegeu governadores como o de São Paulo, muito comprometidos com o resultado, com políticas públicas mais efetivas e o trabalho direcionado para o cidadão e a cidadã”, destaca o governador Eduardo Riedel.


Tanto a Malha Oeste como a Tietê-Paraná são dois eixos de transporte que dão nova dinâmica para a infraestrutura econômica sul-mato-grossense. 


A divisa entre Mato Grosso do Sul e São Paulo é a de segunda maior extensão entre as cinco unidades da federação limítrofes ao território sul-mato-grossense, e também é a de maior contingente populacional.


Conversamos para fazer um alinhamento de necessidades de investimento para revitalizar a Malha Oeste, em especial quanto ao volume de carga de Mato Grosso do Sul para o Porto de Santos.


"Faremos em breve uma agenda junto ao ministro [dos Transportes] Renan Filho para buscar um alinhamento estratégico entre o Governo Federal e os governos de São Paulo e Mato Grosso do Sul”, explica o secretário Jaime Verruck.


“Tive a oportunidade de discutir com o governador Tarcísio pautas nacionais e questões que interessam tanto a São Paulo quanto a Mato Grosso do Sul”, afirmou Riedel.


Ainda segundo Verruck, o encontro ainda encaminhou investimentos no trecho sul-mato-grossense da Malha Oeste, onde a linha férrea será de bitola larga, além de uma avaliação no trecho paulista, onde há um menor volume de embarques, mas pode receber trens intermunicipais.


Já quanto a hidrovia Tietê-Paraná foi debatido o avanço das obras no município paulista de Avanhadava. São elas que tornarão a hidrovia navegável também a partir de Mato Grosso do Sul. A informação repassada pelo governador Tarcísio de Freitas é que o trabalho ali está em andamento, com previsão de conclusão para o ano de 2026.


Fora as conversas sobre infraestrutura e logística, a comitiva de Mato Grosso do Sul também falou sobre a possibilidade de um convênio relativo a títulos de cota de reserva legal, inclusive com a possibilidade de Tarcísio vir ao Mato Grosso do Sul em breve para agenda pública, e sobre questões de interesse nacional e pautas que interessam aos estados.


“Tive a oportunidade de discutir com o governador Tarcísio pautas nacionais e questões que interessam tanto a São Paulo quanto a Mato Grosso do Sul. Há muita convergência em uma gestão de desenvolvimento e crescimento para os estados, muito atrelado à criação de oportunidades de emprego e renda a toda sociedade”, frisa Eduardo Riedel.

Leia Também
Comente esta notícia
0 comentários
Mais em Política
Colunistas
Ampla Visão
Copyright © 2004 - 2015
Todos os direitos reservados
Conjuntura Online