O 1º site político de Mato Grosso do Sul   |   14 de Agosto de 2022
Publicidade

Tereza Cristina diz que quer ser a senadora da saúde, educação, emprego e da liberdade

A candidata também destacou outras bandeiras que vai defender se for eleita, como as reformas política e tributária

05/08/2022 - 15h28

Campo Grande

Tereza Cristina durante a convenção do PP (Foto: Divulgação )

O PP (Partido Progressistas de Mato Grosso do Sul) oficializou os nomes para a disputa eleitoral, na manhã desta sexta-feira (5), na sede do diretório regional, em Campo Grande.


A deputada federal, ex-ministra da Agricultura e presidente estadual do partido, Tereza Cristina, encabeça a legenda com sua candidatura ao Senado.


Durante sua fala à imprensa, Tereza Cristina reforçou que suas pautas defendem a população e o desenvolvimento do país.


“Como senadora do meu estado, vou defender as bandeiras para o bem-estar da população brasileira. A modernização do Estado, as reformas que precisam ser implementadas, como a reforma política, a reforma administrativa e a famosa reforma tributária, que eu quero trabalhar futuramente para que ela saia do papel”, destacou.


Ela ainda reforçou que continuará sendo fiel ao presidente Jair Bolsonaro (PL), agora no Senado Federal. “Se o povo do meu Estado me levar a ser senadora da República, eu serei senadora pelo Mato Grosso do Sul. Eu vou ajudar o presidente em tudo que precisar, pois ele sabe do meu apoio incondicional e lealdade, mas como senadora”, enfatizou ao ser questionada sobre assumir outro posto, caso seja eleita.


A presidente estadual do partido também oficializou o apoio a Eduardo Riedel, que concorre ao cargo de Governador de Mato Grosso do Sul pelo PSDB. As duas legendas já declararam apoio à reeleição de Bolsonaro.


Tereza Cristina explicou que não atuará apenas no setor agro, mas que está preparada para trabalhar nas políticas públicas voltadas para a saúde, educação, emprego, segurança pública e desenvolvimento de todo Mato Grosso do Sul.


“Eu quero ser a senadora da saúde, da educação, do emprego, da liberdade, da defesa da mulher, do desenvolvimento, da cultura, do esporte, meio ambiente, ação social e do pequeno produtor. Quero ser senadora da família, da boa política, que coloca as pessoas em primeiro lugar. Quero continuar defendendo nosso Estado agora no Senado Federal”, defendeu.


Suplência


Aparecido Andrade Portela, conhecido como Tenente Portela, será o primeiro suplente da candidatura de Tereza Cristina ao Senado. Ele prestou serviço no 9º Grupo de Artilharia de Campanha de Nioaque na mesma época em que o Presidente Jair Bolsonaro trabalhou na região como oficial do Exército.


Progressistas MS


Entre os candidatos a deputados federais estão: Dr. Luiz Ovando, Dr. Eudélio, Edilaine Mansueto, João Rezende, Lu Azambuja, Márcio Araguaia, Professor João Rocha, Sirlei Ratier e Walter Carneiro Júnior.


Além dos que tentam um novo mandato, como os deputados estaduais Barbosinha, Evander Vendramini, Gerson Claro, Londres Machado e Marçal Filho, também concorrem ao cargo: Adriano Barreto, Cazuza, Fábio Castro, Fabrícia Dias, Jorginho Figueiredo, Márcia Romero, Laura Arruda, Lucílha de Almeida, Luiz Carlos de Souza Júnior, Derly Oliveira, Edinaldo Viana, Paula Magda e P.A. Bambu.

Leia Também
Comente esta notícia
0 comentários
Mais em Política
Colunistas
Ampla Visão
Copyright © 2004 - 2015
Todos os direitos reservados
Conjuntura Online
Rua São Remo, 390
Jardim Vilas Boas, Campo Grande / MS