O 1º site político de Mato Grosso do Sul   |   15 de Agosto de 2020
Publicidade

Dispara o avanço do novo coronavírus em Mato Grosso do Sul

Com total de 342 mortes, a taxa de letalidade em Mato Grosso do Sul está em 1,5%. 

29/07/2020 - 12h03

Campo Grande

Hospital Regional de Campo Grande (Foto: Divulgação)

O avanço do novo coronavírus em Mato Grosso do Sul segue em ritmo acelerado. Prova disso é o novo recorde de confirmações para um só dia. Dados oficiais divulgados pela SES (Secretaria de Estado de Saúde) nesta quarta-feira (29) incluíram mais 968 testes positivos aos números gerais de infectados desde o início da pandemia que já somam 23.411. 


Os novos positivos são de 56 municípios sul-mato-grossenses, sendo Campo Grande (410), Corumbá (67), Sidrolândia (67), Dourados (56), Iguatemi (30) e Três Lagoas (25) as confirmações em maior número. Até o momento apenas Figueirão não possui casos confirmados da doença.


Nas últimas 24 horas SES confirmou mais 14 vidas perdidas em decorrência da Covid, sendo cinco em Campo Grande, duas em Três Lagoas, duas em Aquidauana, e Sidrolândia, Angélica, Corumbá, Naviraí e Bataguassu, registraram mais um óbito cada uma. Com total de 342 mortes, a taxa de letalidade em Mato Grosso do Sul está em 1,5%. O boletim epidemiológico detalhado pode ser conferido aqui


Entre as centenas de medidas implantadas pelo Estado para o enfrentamento da doença está a agilidade para entrega dos resultados de exames de Covid em até 72 horas para que os municípios possam fazer o monitoramento e rastreamento dos contatos. O secretário de saúde Geraldo Resende, explica essa dinâmica.


“Nós do estado estamos fazendo nossa parte. Duas vezes na semana o avião da Casa Militar vai ao Rio de Janeiro (RJ) levar milhares de amostras para que possamos possibilitar os resultados dos exames em até 72 horas para que as prefeituras possam fazer o monitoramento, e a gente possa quebrar a correia de transmissão do vírus. Apesar de tudo isso o crescimento tem sido muito grande”, alertou pedindo apoio dos gestores para reverter essa situação.


Isolamento Social  


A ferramenta que monitora diariamente o comportamento do brasileiro nas medidas de isolamento social mostra que nesta terça-feira (28) o Estado ficou em 22° lugar no ranking das unidades da federação.

Embora o índice de 37,5% mantenha o mesmo patamar histórico, ocorre que outros estados vêm aumentando a mobilidade social e consequentemente tem reduzido suas taxas de isolamento favorecendo uma melhor colocação para Mato Grosso do Sul nesse comparativo.


No ranking das capitais, Campo Grande aparece na 25° posição, com taxa de recolhimento de 36,8% para esta terça. As regiões mais movimentadas da cidade foram: Nova Lima (20%), Moreninha (20,8%), Vila Carlota (22,4%), Portal Caiobá (23,5%) e Lagoa da Cruz (24,2%).


Entre os municípios sul-mato-grossenses com maior incidência de casos por 100 mil habitantes, as taxas de isolamento também ficaram aquém do recomendado pelas autoridades mundiais (70%) e estaduais de saúde (60%).


Os índices para esta terça-feira foram: Guia Lopes da Laguna (30,2%), Bataguassu (38,3%), Juti (43,2%), Douradina (41%), Dourados (39,1%), São Gabriel do Oeste (41,4%), Rio Brilhante (40,4%), Fátima do Sul (38,4%), Vicentina (42,3%) e Chapadão do Sul (37,6%). A lista completa pode ser conferida aqui.

Leia Também
Comente esta notícia
0 comentários
Mais em Geral
Colunistas
Ampla Visão
Coluna do Roberto
Raquel Anderson
Copyright © 2004 - 2015
Todos os direitos reservados
Conjuntura Online
Rua São Remo, 390
Jardim Vilas Boas, Campo Grande / MS