O 1º site político de Mato Grosso do Sul   |   24 de Maio de 2024
Publicidade
Últimas Notícias
Política & Política
Conferência  tucana

Nas redes sociais, Reinaldo Azambuja (PSDB) exaltou a participação do governo estadual em evento nos Estados Unidos. “Passando aqui para parabenizar o governador Eduardo Riedel pelo sucesso da semana de apresentação de MS aos investidores internacionais em Nova Iorque, por meio do MS Day. Nosso Estado tem muitas oportunidades de investimento e boas condições de negócio, porque apresenta índices positivos na segurança, emprego, PIB per capita, investimento público e ambiente propício para receber novas empresas”,  disse o ex-governador. 

Retorno imediato
Retorno imediato

Ainda em sua publicação, Reinaldo Azambuja, que governou Mato Grosso do Sul por dois mandatos consecutivos, reconheceu o bom momento vivido pelo Estado, agora nas mãos de seu correligionário. “Tanto que somente neste ano são esperados R$ 33 bilhões em investimento privado. Tudo isso chega no bolso do trabalhador em forma de mais e melhores empregos, abre novas oportunidades para os jovens e atrai dinheiro novo para circular aqui”.

Pensando  Campo Grande

O alto tucanato deve adotar a mesma estratégia usada nas campanhas de Reinaldo Azambuja, tanto para prefeito de Campo Grande quanto para o governo do Estado, caso decida  homologar em convenção a candidatura do deputado federal Beto Pereira (PSDB-MS) à sucessão da prefeita da Capital, Adriane Lopes (PP). Azambuja usou os slogans “Pensando Campo Grande” e “Pensando Mato Grosso do Sul”.  Aliás, Beto Pereira tem feito reuniões frequentes na periferia da cidade em sua pré-campanha, quando volta de Brasília. 

Cena do crime
Cena do crime

O governo comunista do PT, liderado por Lula, que veio ‘reparar o desastre’ de Jair Bolsonaro (PL), não se conforma com o resultado recentemente divulgado dos índices de corrupção registados pela ONG Transparência Internacional, a mais antiga e global da história da corrupção mundial. O partido de Lula reagiu de forma dura e indignada. Segundo esta ONG, o Brasil perdeu 10 posições nos índices mundiais, passando para a 104ª posição entre 180 países. 

Que novidade!

Aliás, o Brasil aparece como um dos países mais corruptos da América Latina. Hoje o Brasil se destaca em índices de corrupção no nível de países como Argélia, Sérvia e Ucrânia. A BBC Brasil destacou sete razões para explicar esse retrocesso nos índices de corrupção do governo Lula. Entre elas, destaca, a interferência na autonomia das instituições, quando o petista nomeou seu advogado e amigo pessoal, o conservador Cristiano Zanin, para o Supremo Tribunal Federal.

Curta no Facebook
Copyright © 2004 - 2015
Todos os direitos reservados
Conjuntura Online