O 1º site político de Mato Grosso do Sul   |   24 de Fevereiro de 2024
Publicidade

Tiro no pé & Família Trad & Azambuja & Cachorrada

21/04/2023 - 15h36

Manoel Afonso

DOIS PEDIDOS: O presidente Gerson Claro (PP) reuniu a imprensa para um café amigo. Rompi com a timidez dos colegas e fiz duas ponderações: que as relações dos deputados com os jornalistas sejam mais cordiais, menos formais. Pedi ainda que a Casa providenciasse uma geladeira na sala de imprensa, uma afronta diante do luxo das instalações do parlamento. Ver pra crer.


COMPLICADO: Não foi das melhores a imagem que o MDB (MS) passou com sua recente reunião. As fotos mostram: o local do evento (diretório) ficou grande demais para tão pouca gente. As mesmices ficaram por conta dos protagonistas veteranos do partido, do conteúdo dos seus discursos e da mensagem final em relação a postura partidária nas eleições de 2024.


MOFADO? Sem inovar, perdendo o espírito vanguardeiro de antes, o MDB do ex-governador Puccinelli vem definhando a cada eleição. Esse retrocesso tem afastado os seus eleitores, antes fieis, e espanta possíveis novos protagonistas como candidatos às prefeituras e Câmaras, além da desaprovação quanto a união nacional do MDB ao PT. Mais atrapalha do que ajuda.


APELATIVO? Filmete no facebook mostra o ex-governador Puccinelli num ‘Uno vermelho’ na periferia da capital onde denuncia problemas gerenciais da administração. Para especialistas em marketing, a iniciativa nos moldes como é produzida, pode provocar efeito inverso. O eleitor está mais sabido do que os políticos supõem. A internet nivelou pobres aos ricos, intelectuais aos semianalfabetos.


CARTADA FINAL? Após o desastre de 2022 as lideranças do MDB estudam a melhor saída para retomar a prefeitura da capital. Não é fácil pelas circunstâncias no cenário. Os partidos com seus projetos. O PSDB, por exemplo, do ex-governador Reinaldo Azambuja anunciou o deputado Beto Pereira candidato na capital. Não há espaço nem para o MDB indicar o vice prefeito onde o vereador Carlos A. Borges (PSB) é o preferido.


REINALDO: Para a maioria ele superou Puccinelli administrativamente e politicamente. Seu partido (PSDB) vem atraindo lideranças. Reinaldo está ativo nas redes sociais e ainda percorre diferentes regiões fazendo contatos políticos. Quanto àquela parceria com o MDB no seu tempo de deputado estadual é passado. Hoje Azambuja tem outros horizontes, está em outro patamar.


UM INSTANTE”! Poderá influenciar até lá, sem decidir, o desempenho da atual prefeita Adriane Lopes da capital. Seu partido (Patriotas) ainda incipiente e ela é dependente do Governo Estadual em várias frentes da administração. Para quem está no poder o tempo voa. A prefeita sabe dos fatores adversos. Os números da avaliação de sua gestão soam como um alerta.


NA PLATÉIA? Os senadores Nelsinho Trad (PSD), Tereza Cristina (PP) e Soraya Thronicke (União Brasil) cada qual com seu esquema se preparam para 2024. A capital e as principais cidades serão prioritárias. Estando Nelsinho e Tereza em alta - terão peso eleitoral no contexto eleitoral em muitos municípios. Quanto a Thronicke continua encarnando a figura de ‘senadora alienígena’.


SOJA & PANTANAL: Começou na Assembleia Legislativa o embate e que deve envolver vários segmentos representativos da sociedade. Até a ministra Maria Silva do Meio Ambiente será atraída para a questão, já que o meio ambiente foi peça decisiva na campanha do candidato Lula (PT). Gostei do 1º round entre os deputados Pedro Kemp (PT) e Pedrossian Neto (PSD).


EXPECTATIVA: Pela postura machista do PRTB o deputado Rafael Tavares pode perder seu mandato. Novos tempos, diferente por exemplo da eleição (1992) em Campo Grande onde Marilu Guimarães (PFL) perdeu para Juvêncio C. da Fonseca (MDB) só por 15.309 votos. Corajosa, ela foi ‘apedrejada moralmente’ com pichações e o uso de paródia da música ‘Mary lou’ do ‘Ultraje a Rigor’. Um massacre machista.


CAFÉ AMIGO com Secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Três Lagoas, Antônio Luiz T. E. Jr (‘Tonhão’), vereador (MDB) licenciado no 5º mandato. Carismático, fala com entusiasmo da atuação do prefeito Ângelo Guerreiro (PSDB) e admite que o vereador ‘dr. Cassiano’ - seria o candidato a prefeito com apoio do atual alcaide. Nas entrelinhas percebe-se: o PMD deve indicar o candidato a vice. Tonhão teria o perfil ideal.


O EXEMPLO de Três Lagoas é um indicativo da tendência natural dos partidos e grupos políticos – em muitas cidades – de se unirem para viabilizar candidaturas. Normalmente os dirigentes estaduais das siglas partidárias pouco influenciam nestas ocasiões, cabendo a decisão àqueles que vivenciam o cotidiano da comunidade. São os legítimos protagonistas das eleições.


BRILHANTE: É o adjetivo que define a postura do deputado Zé Teixeira (PP) em questões ruralistas. Nesta semana, o plenário se calou para ouvir sua abordagem do fato havido nas imediações de um condomínio em Dourados envolvendo indígenas que acabaram presos. Com simplicidade que atrai credibilidade, Zé Teixeira mostrou aspectos e fatos omitidos pela mídia.


BELEZA! A questão cultural pesa no desempenho parlamentar, mas não é fundamental. Pela nossa Assembleia passaram vários personagens de excelente nível cultural, mas sem deixarem marcas. Embasando a tese de que experiência de vida substitui a intelectualidade, o deputado Zé Teixeira (PP) é exemplo que merece ser reconhecido. Ora! As vozes do parlamento devem ser diferentes.


TIRO NO PÉ? Para anunciar invasões o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) promoveu até coletiva de imprensa. Para apimentar esse caldo o presidente Lula (PT) levou na sua comitiva à China João Pedro Stédile que anunciou novas invasões (já concretizadas) neste abril. Isso passa apreensão aos investidores estrangeiros.


REFLEXOS: Visíveis no MS. Pelo Conselho Indigenista Missionário (CIMI), há 25 glebas de terras indígenas totalizando 224 mil hectares para serem demarcados. Embora a área citada seja menos de 3% da nossa área territorial, o fato provoca apreensões e colabora para o acirramento do clima entre a população indígena, ocupantes de parte destas terras e os proprietários de áreas vizinhas.

SCOOBY-DOO’: Indignado, mas mantendo a compostura, o deputado Marcio Fernandes (MDB) ‘soltou os cachorros’ no prefeito Alan Guedes (PP) de Dourados. Ele destinou emenda de R$300 mil para ações do ‘Castra Móvel’, mas o alcaide douradense simplesmente devolveu os recursos. O deputado foi apoiado por vários parlamentares.


POLÊMICA: Qual o futuro dos integrantes da Família Trad? Se o senador Nelsinho (PSD) ficar num patamar elevado, aumentar a sua base eleitoral e fazer boas alianças sobreviverá fácil. No caso do ex-prefeito Marquinhos só o milagre da ressurreição para devolve-la à vida pública. Quanto ao ex-deputado Fabio Trad (PSD) terá dificuldades pelo seu perfil ideológico, falta de grupo e a atual participação no Governo Lula.


RESISTENTE: O ex-deputado Maurício Picarelli demonstra invejável força de vontade em se manter na política. Apesar de tantos mandatos (8), de percalços ao longo do caminho e da sua idade (75), ele se prepara para disputar a vereança em Campo Grande. Como na mensagem da música de Ivan Lins: ‘Começar de novo’ – vale a pena!


OS DEMITIDOS’: A demissão de vários jornalistas famosos pela Rede Globo tem sido explorada na mídia, como se não tivéssemos outros problemas mais relevantes. Ora! A empresa sabe onde o sapato aperta. Os demitidos lamentam, mas presume-se que eles, com bons salários por anos a fio, tenham tido a prudência de economizar para enfrentar situações como essa. O resto é puro nhenhenhém. Tudo tem começo e fim.


TERCEIRA VIA: (-)... sempre se apresenta como uma espécie de roupagem elegante, mas sem uma pauta específica para problemas que são urgentes dentro da sociedade, que é o problema da desigualdade e os problemas sociais graves que atingem o país...(-)... Enquanto a extrema direita se move no âmbito social por meio de instrumentos como as redes sociais, os demais partidos buscam retomar uma institucionalidade, mas, ao mesmo tempo, não oferecem respostas efetivas para dilemas urgentes. (cientista Carlos Henrique Santana)


PONTO FINAL:

A coluna Amplavisão é publicada em 28 jornais e sites da capital e interior.

Leia Também
Comente esta notícia
0 comentários
Mais em Manoel Afonso
Colunistas
Ampla Visão
Copyright © 2004 - 2015
Todos os direitos reservados
Conjuntura Online
Rua São Remo, 390
Jardim Vilas Boas, Campo Grande / MS