O 1º site político de Mato Grosso do Sul   |   18 de Maio de 2024
Publicidade

Com o nome 'Prosa', cervejaria quer divulgar a Capital no Brasil e exterior

De um lado uma homenagem ao Córrego Prosa, onde Campo Grande foi fundada, do outro, uma conversa para lá de gostosa

13/11/2023 - 11h51

Campo Grande 

O nome já diz tudo: Prosa. De um lado uma homenagem ao Córrego Prosa onde Campo Grande foi fundada, de outro uma conversa para lá de gostosa. É com essa pegada que diz muito sobre o que é ser campo-grandense que a Cervejaria Prosa está atravessando fronteiras.


Inaugurada em 2017, pelos amigos e sócios, Hipólito Lima e Regina Nuruki, a Cervejaria Prosa começou produzindo cerca de 4 mil litros de chope por mês, vendendo apenas em Campo Grande. Hoje, a capacidade industrial é de 50 mil litros por mês. São produzidos 11 estilos de chopes artesanais e mais dois produtos especiais: a Flanders Red Ale e o Hidromel.


O portfólio está disponível em Campo Grande em dezenas de pontos de vendas e em várias localidades do interior do Mato Grosso do Sul, como Bonito, Três Lagoas, Dourados, e até pequenas cidades como, Juti, por exemplo, já tem o produto.


O chopp com gostinho campo-grandense também está sendo vendido em outras regiões como as cidades de São Paulo (SP), Andradina (SP), Jales (SP), Penápolis (SP), Londrina (PR), Curitiba (PR), Rio de Janeiro (RJ) em pontos de vendas parceiros. Com a efetivação da Rota Bioceânica, os amigos esperam atravessar as fronteiras internacionais e chegar a outros países.


“Nós implantamos o projeto porque acreditamos que Campo Grande tem um potencial de desenvolvimento, dentro de um cenário, não só brasileiro, mas Sul-americano. A Rota Bioceânica pode ser a mola propulsora para transformar Campo Grande em um Porto Seco, tão importante como o Porto de Santos, por exemplo, sem costa marítima, atraindo investimentos e desenvolvimento econômico. E nós, Cervejaria Prosa, queremos estar aqui participando deste momento”, diz Hipólito Lima.


A prefeita Adriane Lopes explica que Campo Grande já está se preparando para ser um hub logístico e centro de distribuição de mercadorias. “A Rota Bioceânica é um projeto econômico, produtivo e logístico, que estimulará a integração aduaneira e o comércio regional. Sua efetivação conectará o Centro-Oeste brasileiro aos portos do Norte chileno, através de corredores rodoviários, transformando Campo Grande (MS) em importante hub de distribuição para o Brasil, Paraguai, Argentina e Chile; reduzindo a distância, o tempo e o custo com o acesso, via pacífico, aos principais consumidores de commodities do mundo e também aos grandes polos de tecnologia da Ásia e da América do Norte”, explica.


Com isso mais investimentos devem vir para Campo Grande gerando oportunidades nos mais diversos setores. “Se uma empresa cresce, precisa expandir, precisa reformar, vai precisar chamar alguém para construir, vai comprar novos equipamentos, vai contratar mais, vão ser mais salários pagos, movimentando o comércio. Tudo gira. Quando um cresce, todos crescem juntos”, complementa o secretário municipal de Inovação, Desenvolvimento Econômico e Agronegócio, Adelaido Vila.


A História da Prosa 


A Cervejaria Prosa nasceu da junção da paixão dos seus sócios por chope artesanal e do desejo de valorização e divulgação da história e cultura de Campo Grande e do Mato Grosso do Sul.


“Entre partidas de tênis e prosas pós jogos, o sonho foi tomando corpo! Não queríamos ser apenas mais uma cervejaria. Nós tínhamos um propósito com nosso produto, que é um chope artesanal, de verdade, e pensamos nele como um veículo para disseminar nossa cultura e história, promover momentos de boas prosas, integrar negócios e aproximar pessoas”, explica Regina Nuruki.


Do sonho, iniciado em 2013, até o start em 2017, a jornada foi árdua: foram três anos e meio de muitas pesquisas e viagens para conhecer o mercado consumidor, o mercado fornecedor de matéria-prima, embalagens, equipamentos, os players que atuavam na ocasião, e sobretudo as oportunidades a médio e longo prazo no segmento.


“Nós juntamos as nossas experiências profissionais dentro de grandes indústrias para desenvolver e implantar o projeto Prosa. A execução do projeto só começou quando tivemos a confiança de que os produtos pensados e desenhados quando colocados no mercado representariam realmente os propósitos sonhados”, diz Hipólito Lima.


Dentro dessa pegada do regional e de experiências da diversificação surgiram os rótulos das cervejas: Prosa (Pilsen Premium), Ipê Florido (Chope Larges), Baía Pantaneira (Low Carb), Guampa (Witbier), Piracema (Weiss), Toca da Onça (Blond Ale), Apa (American Pale Ale), Canta Galo (Red Ale), Boiadeira (Ipa), Sara-Cura (Stout),Corumbella (Doppelbock) e as especiais Cunhataipoã (Flanders Red Ale) e Segredo(Hidromel Dry Mead).


Nos aniversários de Campo Grande, a Cervejaria Prosa lança rótulos comemorativos. Eles já homenagearam os monumentos de Campo Grande, como: o Obelisco, o Relógio da 14, a Morada dos Baís. O ano passado foi a vez do Aquário do Pantanal e este ano, como Campo Grande foi considerada a capital do turismo de observação de aves e o símbolo disso são as araras, eles chamaram artista local para desenvolver a arte e colocar a estampa nos rótulos.


“A Cervejaria Prosa mescla o regionalismo com visão turística sem perder de vista o mercado tradicional com inovação e excelência em tudo que faz e guiada com operações sustentáveis. Somos incansáveis na busca de oferecer produtos autênticos e originais com extrema competitividade e totalmente inclusivos. Acreditamos que esse caminho nos dá uma oportunidade de continuidade e crescimento”, conclui Regina Nuruki.

Leia Também
Comente esta notícia
0 comentários
Mais em Economia
Colunistas
Ampla Visão
Copyright © 2004 - 2015
Todos os direitos reservados
Conjuntura Online