O 1º site político de Mato Grosso do Sul   |   13 de Abril de 2024
Publicidade

Reunida, Codecon aprova projetos com mais de R$ 198 mi em investimentos

O objetivo é gerar 478 novas vagas de empregos diretos 

22/02/2024 - 13h43

Campo Grande 

Reunião do Codecon aprova projetos (Foto: Divulgação)

A primeira reunião do ano de 2024 do Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico, que aconteceu na terça-feira (20), no auditório do IEL (Fiems), animou o setor empresarial da Capital. Com expectativa de injetar R$ 110 milhões na economia de Campo Grande e gerar 80 novas vagas de emprego, projeto que estava travado há pelo menos seis anos, foi aprovado pelo Codecon.


“Nós estamos muito felizes e contentes, porque todo empresário visa o crescimento e os empecilhos burocráticos se estenderam. Agora, com essa aprovação do Conselho daremos continuidade ao nosso projeto”, explica Maximino Antonio Scandiuzzi, proprietário da Pantanal Agrícola.


O empresário conta que o projeto de ampliação da empresa foi colocado em discussão, pela primeira vez, em 2018, mas não evoluiu. Com o projeto aprovado, ele diz que finalmente vai conseguir investir no crescimento da empresa, gerando mais emprego e renda para os campo-grandenses.


Os demais projetos aprovados nesta semana vão garantir a entrada de mais R$ 88 milhões na economia local, totalizando uma previsão total de R$ 198 milhões de investimentos. Entre estes está a ampliação de uma indústria alimentícia, que vai gerar 83 novas vagas, além de manter outros 498 empregos. Somente uma indústria e distribuidora de produtos alimentícios vai gerar 50 novas vagas e manter 384 postos de trabalho. Já uma empresa no ramo da educação vai gerar, sozinha, 232 novas vagas e manter outras 104. Outra empresa de locação de máquinas e equipamentos vai gerar 12 novas vagas.


Para a prefeita de Campo Grande, Adriane Lopes, a cada nova reunião do Codecon há melhores expectativas de investimentos e crescimento para Campo Grande. “O objetivo da administração municipal é de transformação e desenvolvimento econômico da cidade e, para isso, além do trabalho realizado por meio do Prodes, a Prefeitura aprovou recentemente a lei de redução do ISS para franqueadores, a fim de garantir a Lei da Liberdade Econômica. Desenvolvimento é geração de renda e garantia de melhores condições de vida para todos que vivem em Campo Grande”, afirma.


O total de vagas geradas, com a aprovação dos projetos, chega a 478. Além da manutenção de 938 postos de trabalho. O secretário municipal da Sidagro (Inovação, Desenvolvimento Econômico e Agronegócio), Adelaido Vila, ressalta que a administração municipal não tem poupado esforços para destravar os projetos, recuperar incentivos, e beneficiar quem realmente está trabalhando em prol do desenvolvimento da Capital. “Para isso, a Sidagro tem realizado fiscalizações e entrado com pedidos de retomadas de área, além de criar oportunidades que podem beneficiar quem realmente está focado no desenvolvimento econômico de Campo Grande”, disse.


Para a próxima reunião, que deve acontecer na segunda quinzena de março de 2024, a previsão é que dez novos projetos que almejam investir e expandir seus negócios na Capital com o apoio da Prefeitura Municipal de Campo Grande sejam analisados.

Leia Também
Comente esta notícia
0 comentários
Mais em Economia
Colunistas
Ampla Visão
Copyright © 2004 - 2015
Todos os direitos reservados
Conjuntura Online