O 1º site político de Mato Grosso do Sul   |   13 de Abril de 2024
Publicidade

INSS investiga 6 associações por desconto indevido em aposentadorias

Associações acusadas por aposentados de praticar desconto indevido em benefícios podem ter termo de cooperação com o INSS rescindido

03/04/2024 - 08h04

De Brasília 

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) abriu apurações internas para investigar a conduta de seis entidades suspeitas de efetuarem descontos indevidos diretamente na folha de pagamento das aposentadorias. 


Desde o ano passado, 29 entidades faturaram mais de R$ 2 bilhões cobrando mensalidades de aposentados em troca de supostos benefícios.


Os procedimentos foram abertos pelo INSS após reportagens do Metrópoles revelarem que essas associações multiplicaram o número de filiados e seus faturamentos com os chamados “descontos de mensalidade associativa” no último ano, enquanto são acusadas de fraudes por aposentados que dizem nunca ter assinado ficha de filiação e autorizado o desconto automático em seus benefícios.


A abertura das investigações foi confirmada pelo presidente do INSS, Alessandro Stefanutto, que promete punição às entidades que cometerem irregularidades e enviar à Polícia Federal (PF) os indícios de ilícitos penais que forem descobertos na apuração interna. Ele não mencionou os nomes das associações investigadas, mas disse que são todas aquelas citadas na reportagem do Metrópoles sobre a farra dos descontos em aposentadorias.


Como o Metrópoles revelou na semana passada, com base em dados obtidos por meio da Lei de Acesso à Informação, o número de filiados explodiu desde janeiro de 2023 e a arrecadação mensal das entidades saltou de R$ 85 milhões para R$ 250 milhões. Todas foram habilitadas pelo INSS, por meio de termos de cooperação técnica.


Esses números são acompanhados de um alto índice de reclamações e processos judiciais nos quais essas entidades acumulam condenações por descontos indevidos. Parte dos casos envolve fraude em assinaturas dos aposentados para suas filiações ou mesmo ausência delas. São 62 mil ações judiciais em todo o país. (Metrópoles)

Leia Também
Comente esta notícia
0 comentários
Mais em Geral
Colunistas
Ampla Visão
Copyright © 2004 - 2015
Todos os direitos reservados
Conjuntura Online