O 1º site político de Mato Grosso do Sul   |   14 de Agosto de 2022
Publicidade

Com 8,2 mil empregos, Campo Grande tem saldo positivo no primeiro semestre

 Essas informações são da última publicação do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados)

30/07/2022 - 07h55

Campo Grande

Prefeita Adriane Lopes (Foto: Divulgação)

Administrada pela prefeita Adriane Lopes, Campo Grande cresceu 3,91% na criação de postos de trabalho comparado ao saldo de estoque de empregos do ano passado (211.593). Essas informações são da última publicação do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), que mostra o desempenho de Campo Grande no cenário do mercado de trabalho formal. 


O índice coloca a Capital em 9° lugar dentre as capitais que mais geram empregos formais, ficando com estoque de 219.861.


Os dados publicados no CAGED, referente ao mês de junho demonstram que Campo Grande, ficou com saldo positivo de 1.185 postos de trabalho. Os segmentos de Serviços e Comércio seguem sendo os setores econômicos que mais geram empregos formais na Capital e, juntos, foram responsáveis pela criação de 950 postos.


Considerando o primeiro semestre de 2022 (jan. a jun.), Campo Grande tem saldo de 8.268 e representa 27,40% do saldo acumulado do Mato Grosso do Sul, que é de 30.172. O segmento de Serviços foi o setor que mais absorveu a mão de obra de trabalhadores do estado, tendo como saldo acumulado do primeiro semestre o total de 12.831 postos de trabalho criados, tendo  5.646 destes postos criados na Capital, o que representa 44% do total de postos criados neste segmento no Estado.


Entre homens, mulheres e jovens de Campo Grande dos 8.268 postos de trabalhos criados neste primeiro semestre, 45,87% deles foram ocupados por mulheres (3.792) e 54,13% por homens (4.476). Deste total  5.172 deles foram ocupados por jovens entre 15 a 24 anos, o que representa 62,55% do saldo acumulado de Campo Grande.


O Diretor Presidente da Funsat Luciano Martins disse que o Caged/junho apresenta o desempenho de Campo Grande na criação de novos postos de trabalho. “Campo Grande mais uma vez confirma a retomada do crescimento nessa pós pandemia, e seguimos confiantes que até o final do ano os números tendem a se manter com saldo positivo”, afirmou.


Desempenho da Capital


Um dos fatores que têm contribuído com o crescimento da Capital no mercado de trabalho é a parceria do poder público com empresários locais. A prefeita de Campo Grande, Adriane Lopes, está desenvolvendo ações que levam o atendimento e oportunidade de emprego para mais perto da população. Somente no primeiro semestre de 2022 a Fundação atendeu 4.307 pessoas em ações externas como o Funsat Atende, Funsat Itinerante e Estação Mais Emprego.


Exemplo disso é João Dias Barbosa de 40 anos, que participou de uma das ações da Funsat Atende e no mesmo dia passou por entrevistas, testes e já foi  para etapa admissional. 


“O poder público tem ajudado pessoas em busca de oportunidades. Uma prestação de serviço muito relevante que atende toda a sociedade”. De São Paulo, Ana Karolina Gonçalves, 23 anos, também conseguiu encaminhamento. “Vim com meu esposo tentar a vida em Campo Grande. Cheguei na ação confiante e estou saindo feliz que já passei por entrevista”, diz Ana Karolina.


Em Junho


No mês de junho de 2022, conforme os indicadores de atendimentos da Agência de Emprego da Funsat, 1.640 pessoas interessadas em inserir-se no mercado de trabalho de Campo Grande procuraram atendimento. Durante o mês foram recebidas 319 novas inscrições de trabalhadores no sistema de vagas, e foram captadas 1.328 novas vagas e realizados 2.418 encaminhamentos de candidatos para entrevistas.


Houve o saldo de 87 trabalhadores formalmente contratados no mercado de trabalho local. Foram recebidas e cadastradas 651 requisições de Seguro Desemprego e emitidas 784 carteiras de trabalho. Além, de assegurar o acesso a qualificação e inclusão no mercado de trabalho em condições justas as pessoas com deficiência (PcD) 53 pessoas foram colocadas no mercado de trabalho no acumulado do ano.


A agência da Funsat atende em média 200 pessoas por dia, entre oportunidades para o mercado de trabalho e outros serviços. A Ana Letícia de 21 anos contou, emocionada, que pegou carta de encaminhamento para uma entrevista e foi contratada na área que sempre desejou. “Eu estou muito feliz, eu nunca havia conseguido um trabalho na minha área que é monitora infantil. Eu já começo na próxima semana, sou muito grata”, finaliza.

Leia Também
Comente esta notícia
0 comentários
Mais em Municípios
Colunistas
Ampla Visão
Copyright © 2004 - 2015
Todos os direitos reservados
Conjuntura Online
Rua São Remo, 390
Jardim Vilas Boas, Campo Grande / MS