O 1º site político de Mato Grosso do Sul   |   20 de Julho de 2018
Publicidade
Últimas Notícias
Publicidade
Willams Araújo
Cabo de guerra
Cabo de guerra

Pressionado por duas correntes distintas do DEM, o presidente Murilo Zauith não sabe mais o que fazer para levar o partido a apoiar a candidatura à reeleição do governador Reinaldo Azambuja (PSDB). Sabe que seu poder é extremamente limitado diante da pressão exercida em Brasília por Tereza Cristina, que controla a legenda. Andrezista juramentada, deputada faz um lobby dos diabos para apoiar a candidatura do emedebista em MS. 


Lobby

A divisão do segundo semestre em período pré e pós-eleitoral e as diferenças entre a articulação com o poder Legislativo, o Judiciário e o Executivo ficaram claras na reunião do Conselho Político da CNM (Confederação Nacional de Municípios) ocorrida na terça-feira  (17). Representantes das 27 entidades estaduais, inclusive da Assomasul, estiveram na sede da entidade, em Brasília, para debater com os próximos pleitos do movimento municipalista.

Cobrança

A retomada imediata da campanha pelo julgamento da liminar dos royalties no STF (Supremo Tribunal Federal) e a mobilização com deputados para apreciação da nova Lei de Licitações, da revisão da Lei Kandir e do PLP 461/2017, sobre a redistribuição do ISS (Imposto Sobre Serviços), foram as principais decisões do Conselho Político da CNM. A cobrança dos prefeitos, é claro, só deve começar após as eleições. Mas a pressão sob os congressistas começa quando eles baterem às portas das prefeituras para pedir apoio. 

É lenda

Diante de muita conversa que surge em época de campanha eleitoral, o consultor legislativo Roberto Pontes adverte que a maioria de votos brancos e nulos não invalida eleição. "Em períodos pré-eleitorais, é comum surgirem alguns boatos e lendas urbanas no sentido de que, se houver um determinado número de votos brancos e nulos, a eleição seria nula. Não. A eleição é decidida por quem se manifesta, por quem escolhe alguém em termos de um voto válido.

Legitimidade

Para Roberto Pontes, a manifestação apolítica do eleitor, ainda que em número elevado de votos brancos e nulos, não tem o condão de anular qualquer pleito. “Portanto, mesmo se 99,9% dos eleitores votarem nulo ou em branco, a eleição será válida e os destinos do país serão guiados pelo 0,1% que compareceu às urnas”, atesta o consultor legislativo.

Estopim

As convenções para homologação de candidaturas ao governo de Mato Grosso do Sul e aos cargos proporcionais (deputados estaduais e federais) se aproximam e, no fim de agosto, começa a propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão.  A partir daí, vai ser um Deus nos acuda, isso porque quem tiver rabo preso que vá colocando logo as barbas de molho. Certamente, as velhas denúncias que circularam pela imprensa ao longo do mandato serão usadas pelos marqueteiros durante a campanha. 

Enxoval
Enxoval

O comando nacional do PSDB Mulher resolveu bancar um treinamento para suas pré-candidatas e assessores de imprensa que cuidarão das mídias sociais durante a campanha. O evento foi aberto quinta (19) e tem sequencia nesta sexta (20), em São Paulo, onde participam a vice  Rose Modesto e a deputada estadual Mara Caseiro, presidente da ala feminina em MS, além da ex-deputada estadual Dione  Hashioka. Vão ter direito a um kit de campanha (fotos, vídeos, etc.) para material gráfico, bancado pela coordenação da campanha de Alckmin, que deu as caras no ato político. 

Dupla festa

Entre os principais partidos interessados no comando do Parque dos Poderes, o PDT será o primeiro a oficializar a candidatura do juiz aposentado Odilon de Oliveira, no próximo sábado, dia 21. Enquanto isso, PSDB e MDB do governador Reinaldo Azambuja e do ex-governador André Puccinelli, respectivamente, farão suas convenções no dia 4 de agosto. 

Equilibrista

Sem potencial para lançar candidato ao governo do Estado, o Democratas será mais uma vez coadjuvante na campanha eleitoral deste ano. Presidido pelo ex-prefeito de Dourados, Murilo Zauith, embora comandado pela deputada federal Tereza Cristina, o DEM deve fazer a sua convenção também no dia 4, data em que deverá sair do muro e anunciar se apoia Reinaldo ou André. 

Vermelhou

Ao contrário do DEM, que não terá cabeça de chapa, o Partido dos Trabalhadores fará sua convenção no dia 28 deste mês na sede da Fetems (Federação dos Trabalhadores na Educação de Mato Grosso do Sul), em Campo Grande, para oficializar a candidatura do ex-prefeito de Mundo Novo e ex-vice-presidente da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), Humberto Amaducci. Também homologará a candidatura do deputado federal Zeca do PT ao Senado, além dos candidatos à Assembleia Legislativa e à Câmara. 

Curta no Facebook
Copyright © 2004 - 2015
Todos os direitos reservados
Conjuntura Online
Rua São Remo, 390
Jardim Vilas Boas, Campo Grande / MS