O 1º site político de Mato Grosso do Sul   |   28 de Julho de 2021
Publicidade
Últimas Notícias
Willams Araújo
Blefe (?)

Principal estrela do MDB sul-mato-grossense, André Puccinelli voltou à cena política dizendo-se pré-candidato ao Governo do Estado em 2022. Se for realmente verdade, terá de enfrentar uma parada das mais difíceis: o grupo do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), que tem como opção o nome do secretário Eduardo Riedel (Infraestrutura). Fora que desta vez poderá encarar um de seus principais adversários da história, o ex-governador e ex-deputado federal Zeca do PT. Para analistas, tudo não passa de um balão de ensaio para sentar a mesa de negociações. Esperar pra ver! 

Rebeldia
Rebeldia

Vice-líder do partido na Câmara, Fábio Trad (PSD-MS) quer porque quer Braga Neto (Defesa) se explicando sobre "grave ameaça de golpe" no País. Segundo ele, "se confirmada a chantagem, urge a demissão imediata do ministro.  Não é à toa que o parlamentar protocolou um requerimento na CCJ da Casa. De acordo com o documento, "o ministro Braga Netto e parcela das Forças Armadas chantageiam representantes eleitos dos Poderes da República para que sejam atendidas suas demandas, aduzindo que, caso não seja aprovada a PEC 135/2019 do voto impresso, irão golpear a democracia brasileira". Para Trad, as ações do ministro violam artigos da Lei de Segurança Nacional e da Constituição Federal, entre eles a ação de grupos armados, civis ou militares, contra a ordem constitucional e o Estado Democrático, e a tentativa de impedir, com emprego de violência ou grave ameaça, o livre exercício de qualquer dos Poderes da União ou dos Estados.

Camaleão

O PMB (Partido da Mulher Brasileira), partido que era controlado em Mato Grosso do Sul por Dorival Betini, hoje braço direito do secretário Geraldo Resende na pasta de saúde, alterou seu nome para "Brasil 35". A mudança ocorre em meio às conversas para ser a nova sigla do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido). A nova identidade foi aprovada em recente convenção nacional da legenda, no Rio de Janeiro. Segundo o partido, o nome "Brasil 35" surgiu "com uma nova linha para suprir as necessidades dos brasileiros não sendo nem de direita, nem de esquerda e nem do Centro".

Eleições 2022

Nas últimas sessões do primeiro semestre deste ano, o Plenário do Senado aprovou cinco propostas que promovem alterações na atual legislação eleitoral em diversos pontos. Todas essas matérias esperam, agora, a análise da Câmara dos Deputados. Para que tenham validade já nas eleições do ano que vem, essas mudanças precisam virar lei até um ano antes do primeiro turno, que ocorrerá no começo de outubro de 2022.

Fundo partidário

A PEC (Proposta de Emenda à Constituição) 18/2021 estabelece em 30%, no mínimo, o montante do fundo de financiamento de campanha e da parcela do fundo partidário destinado a campanhas eleitorais a ser aplicado em candidaturas femininas em eleições proporcionais e majoritárias. O autor da PEC é o senador Carlos Fávaro e o relator foi o senador Nelsinho Trad (PSD-MS). A proposta incorpora ao texto constitucional normas de direito eleitoral dispostas na Lei das Eleições; na Lei dos Partidos Políticos; e em entendimento do STF e do TSE. O texto aprovado determina ainda que 30% da propaganda gratuita no rádio e na televisão seja distribuída a suas respectivas candidatas. 

Alívio

Presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann comemora muito a decisão da Justiça Eleitoral paulista de livrar o seu correligionário, Fernando Haddad, de uma punição mais rígida, como a inelegibilidade. “Quase 10 anos depois, o TRE-SP absolveu por unanimidade  @Haddad_Fernando  por denúncia infundada de caixa 2 nas eleições de 2012. Mais uma denúncia que cai por terra. Também foram absolvidos os companheiros Chico Macena e Vaccari”, postou a deputada federal paranaense nas redes sociais. É que órgão absolveu por unanimidade o ex-prefeito de São Paulo da acusação de prática de caixa dois nas eleições municipais de 2012.

Curta no Facebook
Copyright © 2004 - 2015
Todos os direitos reservados
Conjuntura Online
Rua São Remo, 390
Jardim Vilas Boas, Campo Grande / MS