O 1º site político de Mato Grosso do Sul   |   15 de Agosto de 2018
Publicidade
Últimas Notícias
Publicidade
Willams Araújo
WO

No ninho tucano, os mais otimistas acreditam até na possibilidade da desistência, também, da candidatura do juiz aposentado Odilon de Oliveira (PDT) diante do cenário desfavorável ao ex-magistrado. Acham que ele não terá fôlego suficiente para encarar a forte coligação encabeçada pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB), em campanha pela reeleição. 

Ajustes
Ajustes

O comando da campanha do PDT em Mato Grosso do Sul formalizou ontem o registro da candidatura de Odilon de Oliveira ao governo do Estado e do bispo Marcos Antônio Camargo (PRB) como vice da chapa majoritária. Quase que isolado, o neobrizolista faz das tripas coração para ter em seu palanque os partidos que deveriam se juntar ao MDB e que ficaram a ver navios após a desistência da senadora Simone Tebet. 

Milagre
Milagre

Os marqueteiros da campanha de Ciro Gomes (PDT-CE) abusaram na dose ao mudar radicalmente a cara da senadora Kátia Abreu (TO). Não foi à toa que a fotografia oficial da chapa do PDT à sucessão presidencial causou polêmica nas redes sociais. Os internautas acusaram a candidata a vice-presidente de ter exagerado na utilização do aplicativo Photoshop, usado para tratamento de imagem. Por aqui, certa vez, deixaram Pedro Pedrossian novinho em folha, com tinta no cabelo e no bigode. “Novo e reciclado”, dizia o ex-governador em seus discursos. 

Enxaqueca

O desembargador Paulo Fontes do TRF-3 (Tribunal Regional Federal da 3ª região), negou o pedido de liberdade para o ex-governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli, o filho, André Puccinelli Júnior, e o advogado João Paulo Calves. A defesa informou que vai aguardar o julgamento do mérito, que não tem data prevista para ocorrer.

Pacto com o diabo

O TSE e a AGU (Advocacia-Geral da União) fecharam um acordo para cobrar de políticos cassados as despesas com eleição suplementar. Pelo acordo, o TSE informará à AGU quando organizar um novo pleito. A advocacia-geral, então, moverá ações judiciais cobrando do político o ressarcimento aos cofres públicos. As eleições suplementares são convocadas quando o eleito teve o mandato cassado pela Justiça ou o registro de candidatura, indeferido.

Curta no Facebook
Copyright © 2004 - 2015
Todos os direitos reservados
Conjuntura Online
Rua São Remo, 390
Jardim Vilas Boas, Campo Grande / MS