O 1º site político de Mato Grosso do Sul   |   28 de Maio de 2020
Publicidade

Indicador aponta impactos da covid-19 na economia brasileira

Variação acumulada nos últimos 6 meses ficou negativa em 14,2%

14/05/2020 - 14h30

EBC

Indicador aponta impactos da covid-19 na economia brasileira (Foto: José Paulo Lacerda/CNI)

O Indicador Antecedente Composto da Economia Brasileira (Iace), calculado pelo FGV/Ibre (Instituto Brasileiro de Economia, da Fundação Getulio Vargas), em parceria com o TCB (The Conference Board), caiu 10,1% em abril na comparação com março, passando de 112,6 para 101,2 pontos. O TCB é uma organização sem fins lucrativos para membros de empresas e grupos de pesquisa.


É a maior queda da série histórica iniciada em 1996, de acordo com a FGV. Em março, o Iace teve redução de 6,2% em relação a fevereiro (120,1 pontos). Ele já mostra impactos da covid-19 na economia.

Segundo pesquisa divulgada hoje (14), pela FGV, no Rio de Janeiro, a variação acumulada nos últimos seis meses (de outubro de 2019 a abril de 2020) também ficou negativa em 14,2%.


Das oito séries componentes do Iace, os Índices de Expectativas da Indústria, Serviços e Consumidores foram o que mais contribuíram negativamente para o resultado, mostrando recuos na margem 46,6%, 33,5% e 28,9%.


O Iace permite fazer uma comparação direta dos ciclos econômicos do Brasil com os de outros onze países e regiões já cobertos pelo TCB, que são China, Estados Unidos, Zona do Euro, Austrália, França, Alemanha, Japão, México, Coreia, Espanha e Reino Unido.


Coronavírus


Segundo o economista Paulo Picchetti, coordenador do IPC Brasil da FGV/Ibre, o indicador já reflete os efeitos da pandemia do novo coronavírus na economia brasileira.


“O impacto das medidas de distanciamento social já pode ser verificado em uma série de indicadores recentes ligados ao nível de atividade na economia brasileira, sinalizando uma alteração na fase do ciclo econômico. O resultado de abril indica a continuidade dessa tendência nos próximos meses”, disse Picchetti.


Já o Icce (Indicador Coincidente Composto da Economia Brasileira), que mede as condições econômicas atuais, ficou estável em abril, em comparação com março, com 103,1 pontos.

Leia Também
Comente esta notícia
0 comentários
Mais em Economia
Colunistas
Ampla Visão
Coluna do Roberto
Raquel Anderson
Copyright © 2004 - 2015
Todos os direitos reservados
Conjuntura Online
Rua São Remo, 390
Jardim Vilas Boas, Campo Grande / MS