O 1º site político de Mato Grosso do Sul   |   21 de Agosto de 2019

Em momento conturbado, Vasco quer superar histórico por reação em casa

Gigante da Colina pega o Santo em São Januário 

24/04/2019 - 13h46

Rio

Lucas Mineiro foi um dos poucos com atuação regular contra o Santos, na ida (Foto: Divulgação )

O Vasco terá, nesta quarta-feira (24), três objetivos principais contra o Santos, no jogo de volta da Copa do Brasil. Em São Januário, às 19h15 (de Brasília), o Cruz-Maltino busca tirar a desvantagem de 2 a 0 construída pelo time paulista na ida para se manter no principal objetivo do ano, levantar o moral do elenco e iniciar a montagem da nova cara vascaína após a demissão de Alberto Valentim.


Além de lutar para reverter o resultado adverso, o Vasco precisa superar o histórico desfavorável. Na atual temporada, o Cruz-Maltino tem apenas dois jogos com o resultado que daria a classificação direta às oitavas, além de três com placar suficiente para uma disputa de pênaltis. Vale lembrar que não há o critério do gol fora de casa nesta competição.


Na história dos confrontos contra o Santos, o cenário também não é favorável. No total, são 122 jogos entre as equipes, com 42 vitórias santistas, 37 empates e 43 triunfos vascaínos. O time carioca conseguiu o resultado com três gols de diferença apenas em nove oportunidades. Em outras 13, foram dois gols à frente.


A partida em São Januário pode dar um ânimo extra ao time que será comandado por Marcos Valadares, atual treinador do sub-20. Alguns jogadores que não vinham tendo oportunidades com Alberto Valentim podem ganhar chances ou voltar ao radar e precisam mostrar serviço para retornar aos gramados. Além disso, a equipe começa a projetar a vida no Brasileirão e os atletas querem evitar sofrimentos até o final.


"Nossa equipe está calejada, apanhamos bastante. Estamos aprendendo, não é possível que vamos sofrer de novo. Acredito que vamos fazer um Campeonato Brasileiro bom. Sabemos qual é o caminho, não podemos deixar para resolver no final. Cada jogo precisa ser uma decisão", avaliou o zagueiro Leandro Castan.

Leia Também
Comente esta notícia
0 comentários
Mais em Esporte
Colunistas
Ampla Visão
Coluna do Roberto
Raquel Anderson
Enquete
Você acha que a operação Lama Asfáltica vai acabar com algum político ou autoridade na cadeia?
Sim
30.77%
Não
63.46%
Não sei
5.77%
Copyright © 2004 - 2015
Todos os direitos reservados
Conjuntura Online
Rua São Remo, 390
Jardim Vilas Boas, Campo Grande / MS