O 1º site político de Mato Grosso do Sul   |   07 de Dezembro de 2021
Publicidade

‘Encontro de Governança’ fecha com chave de ouro após três dias de debates

A cultura de gestão administrativa será efetivamente o polo propulsor das conquistas futuras das companhias de saneamento, diz Walter Carneiro Jr

25/11/2021 - 19h23

Campo Grande

Walter Carneiro Júnior discursa ao encerrar o evento (Foto: Acom/Sanesul)

Aberto na terça-feira (23), o 16º Encontro de Profissionais de Governança, Auditoria Interna, Riscos e Compliance das Organizações Públicas’ foi encerrado na tarde desta quinta-feira (25) com ‘chave de ouro’, após três dias de amplos debates sobre vários temas envolvendo a participação de verdadeiros experts no assunto e autoridades de renome nacional.


Ao fechar o ciclo de discussões, edição de Mato Grosso do Sul, ocorrido por meio das plataformas digitais, o diretor-presidente da Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul), Walter Carneiro Júnior, além de agradecer a parceria do governo estadual, através da CGE (Controladoria Geral do Estado) e do Instituto MS Competitivo em torno da realização do evento, fez questão de dividir o sucesso do encontro com as demais companhias de saneamento que participaram.   


“Para a Sanesul, foi motivo de muita alegria ser anfitriã desse evento. Quero dividir isso com as demais companhias que participaram, emprestando aí grandes nomes que trouxeram excelentes painéis para que agente pudesse discutir os nossos problemas, as nossas realidades e aflições do dia a dia”, exaltou o dirigente, ao externar os cumprimentos à equipe técnica e colaboradores da empresa pelo êxito do encontro, em especial ao gerente de Auditoria Interna, Caio Luca Costa, e o assessor de Governança, Cristiano de Souza, protagonistas na realização do evento.


Walter Carneiro Júnior considerou importante os três dias nos quais os debatedores e participantes trocaram experiências e informações sobre os temas discutidos em vários painéis com o objetivo único de buscar conhecimentos visando o aprimoramento das companhias públicas em torno das novas regras e legislação de interesse das companhias brasileiras, entidades ligadas ao setor, grupos de consultoria, fundos de investimentos, conselhos de administração, conselhos fiscais e comitês de auditoria dessas empresas.


“Quero parabenizar a todos, foram dias muito bem organizados, nossa equipe toda comprometida em acompanhar a rotina desses painéis que foram colocados, trazendo muitas informações, um papo franco, reto, aberto, um intercâmbio de informações. Eu acho que isso é muito importante, o aprendizado é constante, nós estamos tendo a oportunidade de com essa troca de informações, enriquecer cada colaborador nosso, cada participante  desse 16º Encontro”, ressaltou. 


Ele disse não ter dúvida de que com as matérias apresentadas durante o fórum, relacionadas a governança, controle interno, integridade, compliance, o caminho será o da evolução no momento em que a legislação exige mudanças.


“Nós estamos evoluindo numa cultura de governança e de gestão administrativa que será efetivamente o polo propulsor das nossas conquistas futuras. Então, a gente fica muito feliz em está inserido nessa discussão”, acrescentou Walter.


O dirigente observou que as empresas de saneamento de água e esgoto brasileiras enfrentam os mesmos desafios no dia a dia diante das demandas e das dificuldades vivenciadas nos estados.


“Nós estamos à frente aí de uma indústria diária que trabalha 24 horas por dia, então os desafios nossos são permanentes, nós estamos tendo a todo o momento de enfrenta-los de forma a dar resultados. A gente tem que atender as duas pontas, atender aos acionistas que nos cobram resultados, atender ao usuário que quer cada vez mais um serviço de qualidade, um serviço presente, um serviço que resolva, as suas necessidades dia a dia”, colocou.


CONVITE


Ao finalizar suas palavras, Walter Carneiro Júnior convidou a todos a participar, na segunda quinzena de fevereiro, de um grande fórum de discussão em Mato Grosso do Sul com foco na nova lei do saneamento básico, novas modalidades de concessão, PPP (Parceria Público-Privada), privatização e as novas ferramentas de enfrentamento às operações diárias.


“Nós estaremos fazendo um evento dirigido especificamente ao saneamento básico do Brasil. O nosso evento vai acontecer de maneira híbrida, mas a gente vai fazer um trabalho muito grande para tê-lo de forma presencial, envolvendo atores que são afins nessa discussão, com a participação do Ministério Público Estadual, do Tribunal de Contas”, reforçou, ao acrescentar que a Sanesul estendeu o convite ao ministro Roberto Marinho (Desenvolvimento Regional), secretário Nacional de Saneamento, Pedro Maranhão, e à  ANA (Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico).

Leia Também
Comente esta notícia
0 comentários
Mais em Geral
Colunistas
Ampla Visão
Copyright © 2004 - 2015
Todos os direitos reservados
Conjuntura Online
Rua São Remo, 390
Jardim Vilas Boas, Campo Grande / MS