O 1º site político de Mato Grosso do Sul   |   01 de Dezembro de 2020
Publicidade

Riedel destaca ganho com a PPP para universalizar o esgotamento sanitário em Mato Grosso do Sul

A empresa Aegea Saneamento e Participações S.A. foi a vencedora do leilão

23/10/2020 - 15h40

Campo Grande

O secretário Eduardo Riedel (Governo) (Foto: Chico Ribeiro)

O secretário de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel, considerou positivo o resultado do leilão da PPP (Parceria Público-Privada) da Sanesul, nesta sexta-feira (23), na B3, em São Paulo (SP), que teve como vencedora do pregão a empresa Aegea Saneamento e Participações S.A.


"Vitória enorme para Mato Grosso do Sul que chegou aqui com quatro proponentes e que foi à leilão por conta das propostas, alcançado esse resultado de 38% de deságio. Quem ganha com isso é a população, é um legado que este Governo deixa para o Estado", ressaltou o braço direito do governador Reinaldo Azambuja (PSDB). 


Segundo ele, a atual gestão assumiu com 35% de esgotamento sanitário e deve entregar com 70%. "Esse é o Brasil que avança com gestões estaduais que trabalham muito para viabilizar esse tipo de iniciativa", acrescentou o secretário de Governo.


Presente ao leilão, Reinaldo ressaltou que o projeto é linear e municípios pequenos também serão atendidos. "O plano contempla todos os municípios. Cidades de três ou quatro mil habitantes vão ganhar o serviço que, geralmente, fica mais restrito aos grandes centros", explicou.

Reinaldo bate o martelo durante o pregão (Foto: Chico Ribeiro)

Já o diretor-presidente da Sanesul, Walter Carneiro Júnior, disse acreditar que Mato Grosso do Sul será o primeiro do Estado do Brasil a alcançar essa meta, que é a universalização do esgotamento sanitário. 

"Foi um sucesso, quatro propostas participantes interessados no nosso projeto. Um deságio de mais de 38% no valor inicial da tarifa. Ganha Estado e Sanesul que vai poder trabalhar em parceria com a Aegea  que vai poder antecipar os investimentos no saneamento básico e chegar a nossa meta que é universalizar o sistema de saneamento. Com isso, acredito que seremos o primeiro do Estado do Brasil a alcançar essa meta", afirmou Walter Carneiro Júnior, diretor-presidente da Sanesul.


A empresa Aegea venceu o pregão com a oferta tarifária de R$ 1,36 (m³). Um deságio de 38,46%, em relação ao preço inicialmente fixado pelo edital, de R$ 2,21 (m³).  Com isso, a companhia levou o contrato de prestação dos serviços públicos de esgotamento sanitário em 68 Municípios do Estado de Mato Grosso do Sul. 


Modelo de concessão


A previsão é de que, durante os 30 anos de concessão, sejam investidos R$ 3,8 bilhões pela iniciativa privada, sendo aproximadamente R$1 bilhão em obras e R$ 2,8 bilhões na operação e manutenção do sistema de esgoto. A Aegea deve começar a operar em Mato Grosso do Sul a partir do segundo semestre de 2021.

Leia Também
Comente esta notícia
0 comentários
Mais em Economia
Colunistas
Ampla Visão
Coluna do Roberto
Raquel Anderson
Copyright © 2004 - 2015
Todos os direitos reservados
Conjuntura Online
Rua São Remo, 390
Jardim Vilas Boas, Campo Grande / MS