O 1º site político de Mato Grosso do Sul   |   07 de Julho de 2020
Publicidade

Prefeitos vão se reunir com presidente do TSE para tratar das eleições

Encontro por videoconferência será na próxima segunda-feira

26/06/2020 - 16h17

Campo Grande

O presidente da Assomasul, Pedro Caravina, durante recente reunião virtual (Foto: Divulgação)

Willams Araújo


Preocupados com as condições sanitárias nesse momento em que os casos de Covid-19 (novo coronavírus) só aumentam no país, os prefeitos agendaram um encontro com o presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), ministro Luís Roberto Barroso, na próxima segunda-feira (29).


O encontro por videoconferência com o ministro foi definido nesta sexta-feira (26) durante reunião virtual do Conselho Político da CNM (Confederação Nacional de Municípios), composto pelos presidentes das entidades estaduais de municípios.


Membro do Conselho, o presidente da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), Pedro Caravina, participou da reunião comandada pelo presidente da CNM, Glademir Aroldi.


Caravina adiantou que os prefeitos devem apresentar ao presidente do TSE as dificuldades de realizar eleições municipais neste ano.


Na última terça-feira (23), o presidente da Assomasul comandou videoconferência com os prefeitos de Mato Grosso do Sul, na qual decidiram marcar uma reunião com a bancada federal para discutir o assunto.


Já nesta sexta, a CNM voltou a reforçar a preocupação dos gestores públicos com o risco que a população corre com a realização das eleições este ano por causa da pandemia.


“Temos que mostrar ao ministro, o porque entendemos a dificuldade de não se realizar o pleito eleitoral em 2020, sem que prejudique ainda mais a situação sanitária de nosso país”, defendeu Aroldi, lembrando ainda que não há consenso na Câmara dos Deputados para passar o projeto aprovado pelo Senado, que fixou os dias 15 e 29 de novembro como datas do pleito.  


Na reunião, Aroldi contou como foi sua apresentação no Senado sobre as eleições, que a princípio, estão adiadas para novembro deste ano.


“Na reunião de segunda temos que mostrar para o ministro como funciona o processo, como é o dia da eleição no município, as pessoas envolvidas e todo o processo para que ocorra um pleito eleitoral em um município”, alertou o presidente da CNM. 


No Conselho, ficou definida a participação de um presidente por Região, representando as todas as cinco do País.


Fundeb


A preocupação com a recomposição do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação) também foi rapidamente discutida entre os gestores.


Na próxima semana, o presidente da CNM deve voltar a debater o tema com os líderes estaduais a fim de encontrar estratégias para resolver ou amenizar os impactos das perdas de recursos para a área de Educação.

Leia Também
Comente esta notícia
0 comentários
Mais em Municípios
Colunistas
Ampla Visão
Coluna do Roberto
Raquel Anderson
Copyright © 2004 - 2015
Todos os direitos reservados
Conjuntura Online
Rua São Remo, 390
Jardim Vilas Boas, Campo Grande / MS