O 1º site político de Mato Grosso do Sul   |   12 de Agosto de 2020
Publicidade

Bolsonaro sai em defesa de Luís Lacombe, Caio Coppolla e Leandro Narloch

Presidente elogiou nomes envolvidos em polêmicas em emissoras

12/07/2020 - 08h55

RD1

O presidente Jair Bolsonaro durante entrevista (Foto: Reprodução/ CNN Brasil)

Jair Bolsonaro (sem partido) usou o seu perfil no Twitter para sair em defesa de famosos que estiveram envolvidos em polêmicas nos últimos dias. O presidente rasgou elogios para Luís Ernesto Lacombe, Leandro Narloch, o colunista Rodrigo Constantino e o analista político Caio Coppolla.


“Luís Lacombe, Leandro Narloch, Caio Coppolla e Rodrigo Constantino possuem algo em comum, que é opinião própria e independência. Isso já é suficiente para serem considerados nocivos dentro de grande parte da mídia, hoje completamente dominada pelo pensamento de esquerda radical“, disparou o político, no sábado (11).


Ainda na rede social, Bolsonaro também garantiu não ter relações com os famosos citados, que possuem posições “conservadoras”, e que até já sofreu “diversas críticas” dos quatro.


“Não tenho relação com nenhum desses. Inclusive, por diversas vezes, sou alvo de suas críticas. Mas no Brasil formou-se um cenário onde não ser radicalmente crítico a um governo conservador/liberal já é motivo para ilações e perseguições. A esquerda não respeita a democracia!”, completou ele.


No fim do mês passado, Luís Lacombe se envolveu em polêmicas dentro da Band e pediu demissão, após a direção da emissora suspender sua atração para promover modificações. Antes das mudanças, o Aqui na Band estava apostando em pautas conservadoras e convidados aliados ao presidente da República, como Allan dos Santos, investigado no inquérito do STF (Supremo Tribunal Federal).


Já nesta semana, Leandro Narloch foi um dos nomes mais comentados do Twitter. Isso porque ele teceu comentários considerados homofóbicos em noticioso da CNN Brasil. Tudo aconteceu quando o jornalista foi chamado para comentar sobre a decisão do Supremo Tribunal Federal que libera homens que se relacionam com pessoas do mesmo sexo a doar sangue.


Ao vivo, o comentarista afirmou que a atitude do STF representava uma “mudança pequena” na sociedade e que “gays têm uma chance muito maior de ter Aids”. Após a repercussão negativa, o canal de notícias optou pela demissão de Narloch.


Também nos últimos dias, Caio Coppolla, que é um ferrenho apoiador de Bolsonaro, deu o que falar com os debates acalorados com Augusto Botelho na CNN Brasil.

Leia Também
Comente esta notícia
0 comentários
Mais em Política
Colunistas
Ampla Visão
Coluna do Roberto
Raquel Anderson
Copyright © 2004 - 2015
Todos os direitos reservados
Conjuntura Online
Rua São Remo, 390
Jardim Vilas Boas, Campo Grande / MS