O 1º site político de Mato Grosso do Sul   |   18 de Setembro de 2020
Publicidade

Jerson Domingos vai responder em liberdade por posse ilegal de arma

Gaeco fez buscas em imóveis de Jerson Domingos durante a segunda fase da operação Omertá

18/03/2020 - 08h46

Campo Grande

Gaeco no apartamento de Jerson Domingos (Foto: Osvaldo Nóbrega/TV Morena)

O conselheiro do TCE-MS (Tribunal de Contas do Estado) e ex-deputado estadual, Jerson Domingos, vai responder em liberdade por posse ilegal de arma de fogo e receptação. Em imóveis dele, o Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) encontrou, terça-feira (17), arma de fogo e uma motocicleta com suspeita de adulteração.


O Gaeco esteve em imóveis de Jerson Domingos em cumprimento a mandados de busca e apreensão que integram as investigações para desarticular um plano para matar um delegado de Polícia Civil e um promotor de Justiça de Mato Grosso do Sul.


Jerson foi levado para a sede do Garras (Delegacia Especializada Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros), ouvido e liberado. Por força do cargo, ele só pode ser preso em caso de crimes inafiançáveis. 


O advogado dele, Renê Siufi, disse que ainda não se inteirou da investigação e por isso, não irá se pronunciar no momento.


Omertá II


O Gaeco cumpriu 18 mandados de busca e apreensão em Campo Grande, Sidrolândia, Aquidauana, Rio Verde, Rio Negro e João Pessoa (PB).


Segundo o Gaeco, foram apreendidos com os investigados cinco espingardas, cinco revólveres, 160 munições de diversos calibres e uma moto com sinal identificador adulterado. Também foram recolhidos computadores e documentos. Com G1 MS.

Leia Também
Comente esta notícia
0 comentários
Mais em Política
Colunistas
Ampla Visão
Coluna do Roberto
Raquel Anderson
Copyright © 2004 - 2015
Todos os direitos reservados
Conjuntura Online
Rua São Remo, 390
Jardim Vilas Boas, Campo Grande / MS